sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Mais spoilers de Alien Archive 3


Mais spoilers de Alien Archive 3

Tivemos uma nova atualização com spoilers de Alien Archive 3. Na postagem dessa semana Joe Pasini, lead designer do suplemento, apresentou o trabalho de alguns autores e colaboradores do livro.

Kate Baker
Como os jogadores da Starfinder Society sabem, eu sou a responsável pelos alienígenas morsas psicodélicos de quatro presas, as Morlamaws. Se você ainda não teve a chance de jogar o Cenário nº 1-08 da Starfinder Society: Sanctuary of Drowned Delight, então eu espero que você goste da sua introdução a essas criaturas bizarras, mas ordeiras do fundo do mar em Alien Archive 3. Eu certamente não esperava quando escrevi pela primeira vez o quanto eles iriam entrar em ressonância com os jogadores, e fiquei encantada em expandir as morlamaws, sua casa e o que elas estão fazendo até agora. Eu tenho que fazer perguntas como: que tipo de instrumentos musicais funcionam embaixo d'água e como os morlamaws dançariam? Minha tarefa original ao escrever o cenário era criar algo memorável e distinto de outros alienígenas submersos, e certamente sinto que consegui lá. Espero que todos gostem!

  
Natalie Kertzner
Os Jinsuls eram o Grande Mau da Starfinder Society Season 1: Year of the Scoured Stars, e eles certamente tinham uma grande presença - tanto como antagonistas quanto como fonte de hashtags sem fim como #LegBladesForDays e #VivaKadrical. Apesar da 1 ª Temporada estar cheia de alienígenas, os jinsuls foram as primeiras espécies que encontramos que pareciam verdadeiramente desconhecidas; nós simplesmente não sabíamos o que eles queriam - exceto para nos matar. Como criaturas criadas com o Organized Play em mente, eu projetei os jinsuls para combater especificamente certas construções comuns - conjuradores, operativos e lutadores corpo-a-corpo. Enquanto nenhum jinsul pode contra-atacar eles, eu queria dar aos Mestres flexibilidade quando construí-los para adicionar habilidades baseadas na composição do grupo de seus jogadores. Mesmo jinsuls de baixo nível sem habilidades extras especiais são infinitamente divertidos, e eles seguem a linha divertida entre “isso realmente pode nos matar!” E “uau, nós derrubamos esse!” Espero ver os jinsuls se espalharem pelo universo Starfinder , e que eles parem de fazer experimentos biomédicos em filhotes adoráveis no espaço.



Hilary Moon Murphy
Zz-zap! Dirindi é uma raça eletricamente sintonizada que adora usar sua magia como habilidade em campainha de alegria para dar uns zaps divertidos em saudação. Aqueles que não são aventureiros, muitas vezes não têm idéia de como esses zaps são irritantes para outras pessoas. Eu decidi cedo que o divertido Dirindi se traduziria em histórias e humor. Sua relação com os fatos às vezes é confusa, tornando seus noticiários simultaneamente incrivelmente imprecisos e incrivelmente populares. Dirindi é uma das duas raças que co-governam a lua de Liavaran, Arkanen. Colaborando com Katina Davis, que escreveu Sazarons, decidimos que nossas raças eram os melhores amigos que se complementam bem. Os dirindis fornecem criatividade, otimismo e ideias, enquanto os sarazons acadêmicos garantem que os projetos permaneçam no cronograma e dentro do orçamento. Espero que eles façam a alegria em seus jogos.



Lu Pellazar
Eu DEFINITIVAMENTE não escrevi apenas para que eu pudesse ter um chamado Kazooie e um urso chamado Banjo. Não. Com toda a seriedade, eu escrevi essas pessoas carismáticas e enigmáticas para aqueles tipos de pessoas em sua vida pelas quais você instantaneamente se apaixona - não necessariamente romanticamente, mas aquelas que são a vida do grupo e têm aquela habilidade incomum de se dar bem com qualquer um. Eu conheci muitos desses tipos de pessoas em Los Angeles. Nós nos tornamos amigos rapidamente, mas todo mundo está meio que fazendo suas próprias coisas e eventualmente se separando. Espraksas têm geralmente uma vida a curto prazo, porque nada fica no caminho de suas metas de vida de viajar pelo universo e aprender tudo o que podem antes de retornar ao seu mundo natal. Eu acho que é meio triste, mas nunca tenha medo - os amigos espraksa sempre se lembrarão de você, e quem sabe, talvez as viagens deles os levem ao seu planeta!



Jessica Redekop
Os Cefalumes foram inicialmente criados no painel Designing Aliens da PaizoCon 2018, com Jason Keeley, Lyz Liddell, Luis Loza, Joe Pasini e a artista convidada Taylor Fischer, onde o público e os painelistas colaboraram para desenvolver uma criatura enquanto Taylor a ilustrava. Era importante manter os elementos que mais ressoavam na audiência, como o ambiente de hidrocarbonetos líquidos, mas também adicionar material novo o suficiente para ainda fazer uma leitura divertida para todos que participaram. Uma das minhas coisas favoritas sobre os cefalumes é a maneira como eles se comunicam. Eles falam 'Lumos', uma linguagem visual composta de piscadas seqüenciais de sua bioluminescência racial. Quando outras raças se comunicam em Lumos, eu imagino que elas fazem sons de clique ou aplicam pressão tátil, no lugar de cada piscada.


Quem [eu] está muito ansioso pelo Aliens Archive 3?

Cenários de RPG - 57


Cenários de RPG – 57

Dan Masucci (NY, EUA) adapta de forma muito interessante o cenário de uma das cenas da aventura Riverfront Rat Gang, da KoboltPress. De forma simples ele monta todo um fragmento do cenário para o momento de ápice da aventura. Ficou sensacional!



quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Heavy Metal Thunder Mouse no Brasil pela Sagen


Heavy Metal Thunder Mouse
no Brasil pela Sagen


Pelo visto a galera da Sagen não descansará nos próximos meses. Depois do anúncio de Forbbiden Lands, agora descobrimos que eles lançarão no Brasil Heavy Metal Thunder Mouse, da Shoreless Skies Publishing. Premiando com a medalha de prata no ENnies Awarsd 2018 na categoria Melhor Produto para Família, ele chega com uma proposta muito interessante se valendo de um sistema de regras muito simples - FATE. Segundo o site ele entrarão em um financiamento coletivo via Cartase em breve.

Confira o texto do site da editora abaixo. Em breve traremos uma resenha pormenorizada para conhecerem o jogo à fundo e poderem aderir ao financiamento vindouro com segurança.


Heavy Metal Thunder Mouse
Heavy Metal Thunder Mouse é um RPG de mesa onde você e seus amigos podem se aventurar em personificar seus próprios ratos, fundar seus próprios clubes ou adentrar nos já existentes, e cair na estrada! O cenário deste livro é o mundo real, o mundo dos humanos e de coisas de tamanho humano: seus ratos irão ligar suas motocicletas e lidar como os “assuntos de clube” aonde quer que estes os levem. Seres humanos, máquinas, gatos e outros animais são uma ameaça constante, assim como gangues rivais e outros traiçoeiros elementos do submundo. As histórias não precisam parar por aqui! Você pode decidir vivenciar suas histórias em um mundo de tamanho dos ratos, em algum momento do passado, ou até mesmo no espaço!

Heavy Metal Thunder Mouse usa as regras Fate para contar as histórias da vida destes ratos na cidade, e seus clubes de motoqueiros. É um RPG que funciona bem para um grupo de 2-5 jogadores (e mais o mestre). É também adequado para encontros não tão constantes, cada sessão durando entre 3-4 horas. São campanhas épicas!

Seu universo será ambientalizado na cidade ficcional de Thunder City, nos Estados Unidos. Uma cidade moderna, com construções altas, metrôs, taxis, humanos transitando e rotas infinitas de becos e túneis. Para criaturas tão pequenas que vivem em um lugar que não pertence a elas, estas histórias vão ser cheias das aventuras de suas vidas: e problemáticas, dentro e fora do círculo das gangues. Sua gangue será heroica e fazer o bem, assaltando queijos de refrigeradores sem vigias e repassando para viúvas necessitadas, ou será uma gangue composta de ladrões e valentões que exploram os mais fracos? Seus ratos, seus clubes e suas gangues pertencem a você e aos seus colegas de mesa!


Thunder City e as gangues
Thunder City é o lar dos únicos ratos que desenvolveram inteligência para entender como motores funcionam. Desde então, eles se organizaram em clubes e passaram a se envolver em problemas, provenientes de conflitos de território ou dominância sobre queijos.

- The Spanner Murine Motorcycle Club (Clube de Motoqueiros A Chave Murina): Os melhores mecânicos e a também a gangue mais arrogante da cidade. São pequenos esnobes, mas eles podem te apoiar. Ou é o que eles dizem…

- The Asphalt Avengers (Os Vingadores do Asfalto): se a velocidade tivesse um fã clube, com certeza seria o clube destes ratos ensandecidos. Suas vidas inteiras são baseadas em planejar o seu próximo triunfo, e nada mais. É alta velocidade sob rodas!

- The Bardlings (Os Bardlings): Nem todos os clubes se importam com territórios e “assuntos de clube”; alguns simplesmente almejam poder se libertar de uma vida de rato comum, povoada de assaltos e armazenamento de comida. Então, os Bardlings são exatamente isso, libertaram-se de obrigações ordinárias para tocar suas guitarras e dedilhar seus bongos nos telhados das casas, abaixo da lua azul.

Ainda: Ocho Necro, The Wailing Sisters, e muito mais!

Além dos ratos, ainda existem gatos territorialistas, esquilos valentões,  caranguejos cascudos, Old Jerry (o pastor alemão que monta guarda nas docas mais importantes), e uma cidade inteira populada por bichos prontos para adicionar mais aventuras às suas histórias. Com todas estas engrenagens em movimento, não há escolha senão a diversão e desventuras de uma vida de motoqueiros!

As Regras Fate
 Mecanicamente, Heavy Metal Thunder Mouse se utiliza das regras do sistema Fate Core. Os dados ainda são a chave aqui, mas a ficha de personagens foi modificada para ficar mais parecida com um playbook do jogo Powered By The Apocalypse. Adicionalmente, as regras das Facções (por Mark Diaz Truman) foram adaptadas para adequação nas configurações murinas, e aplicadas para pequenos clubes de motoqueiros. O resultado é um jogo totalmente familiar aos adeptos do Fate, mas com algumas alterações com cheirinho de novas!

Mesmo se você não for um jogador, mas um fã de The Mouse & The Motorcycle e outros clássicos tematizados com ratos, este vai ser um livro extremamente proveitoso para ter em sua coleção!



Alien Archive 3 está chegando


Alien Archive 3 está chegando


Mais um suplemento repleto de criaturas está para ser lançado para Starfinder no próximo dia 28 de agosto (LINK). Alien Archive 3 chegará com 100 novas criaturas sendo meplo menos seis delas oriundas  do plano hiperespacial da Deriva. A nova postagem da Paizo mostra que tudo pode ser mortal para os personagens, como o lodo ferromagnético, que na imagem abaixo aparece engolindo o personagem icônico Quig, enquanto seu fiel zangão, Scout, tenta dar-lhe uma carona sem ser puxado para a criatura.


Além de criaturas mortais, teremos 19 novas espécies jogáveis novas, como as Dessamars que têm uma forma larval e adulta, com diferentes estatísticas e habilidades. Teremos também as Raxilitas, uma criatura minúscula que usa sua LFAN (Lifting Floret Activiation Network) para manipular com destreza itens projetados para criaturas maiores.


Se isso não fosse suficiente, ainda temos 50 novos equipamentos entre armaduras, armas, sistemas de naves espaciais, módulos, feitiços e muito mais. Abaixo confira o spoiler da Ferrofluid Suspension, um novo módulo de armadura com base em suas propriedades de amortecimento de vibração:

Ferrofluid Suspention
Encaixe de Armadura: 1 – Tipo de Armadura: Qualquer – Volume: -
Sua armadura amortece as vibrações, reduzindo o dano de concussão que você recebe em 5 (para um mínimo de 0) e reduzindo sua penalidade de teste de armadura em 2 (no mínimo 0). Além disso, a CD de Percepção contra você é aumentada em 5 para criaturas que usam percepção às cegas (vibração) ou percepção às cegas (vibração).

Mas a grande novidade, segundo a Paizo, está na introdução de novo sistema de criação de criaturas! Agora você pode ter um animal de estimação, um amigo de batalha ou até mesmo uma montaria. Foram incluídos premade companions para você escolher, como filhotes de tashtari (também conhecido como lobo laser), montarias serpentines, enter outros. Uma série simples de talentos permite que você exerça um controle cada vez maior sobre o seu companheiro, permitindo que você escolha a profundidade do desenvolvimento de seu vínculo.




terça-feira, 20 de agosto de 2019

Dungeons (e mapas) para suas aventuras - 96


O Quartel da Ilha

Mapas de estruturas são sempre muito funcionais para que nossas aventuras tenham mais peso. Este mapa de hoje representa uma pequena fortaleza com um total de cinco níveis (três acima do solo e dois abaixo). Sua estruturação é perfeita para uma quest de invasão furtiva ou defesa contra atacantes. Suas várias entradas e escadas possibilitam um grande número de possibilidades narrativas. Seus cômodos são em um número adequado e todos mobiliados dando a noção exata de suas funções. Ficará fácil ao mestre descrever cada cômodo e local de ação. Caso haja interesse, o mestre ainda pode ligar esse mapa à algum outro pelo rio subterrâneo. É um mapa perfeito! Divirta-se!!


Abra em outra aba para melhor resolução

Modiphius apresenta Black Void, RPG de fantasia sombria


Modiphius apresenta Black Void,
RPG de fantasia sombria


A raça humana foi lançada longe através do cosmos. Um desastre durante os dias da Babilônia dividiu o tecido entre o real e o vasto horror de todo o resto. Muitos humanos foram perdidos, mas alguns conseguiram sobreviver e migrar para Llyhn, o centro do cosmos. É neste universo estranho que você se encontra no Black Void, um novo RPG de fantasia sombria, cujo livro principal está lançado pelo site da editora Modiphius. O livro com 424 está disponível ao valore de £40 libras (£20 libras apenas pelo PDF) e logo que a compra seja feita você já recebe o pdf antecipadamente. LINK para aquisição do livro.

Veja a chamada do site da editora:


Nos dias em que Babilônia era a maior cidade da Terra, a humanidade vivia em uma plácida ignorância da grandeza, vastidão e horror do cosmos. Após os eventos cataclísmicos na Terra, o véu frágil entre a realidade e o Vazio foi destruído e a verdade da existência revelada. Enquanto a humanidade clamava pela salvação, eles foram arrancados de seu planeta natal pelas torrentes do Vazio e os povos sobreviventes da Terra foram espalhados entre as estrelas. Inúmeros foram perdidos e a humanidade parecia quase perecer. Ao longo das décadas, os sobreviventes, retardatários e remanescentes maltrapilhos das tribos da humanidade lutaram por suas vidas em inúmeros mundos indiferentes. No entanto, alguns conseguiram ir além da mera subsistência e viajar pelas correntes do Vácuo para se reunir na lendária Llyhn, epicentro do cosmos.

Black Void ocorre em um passado distante que é ao mesmo tempo familiar e estranho em seu ambiente escuro e exótico. Como descendentes dos sobreviventes da Terra, os personagens podem adotar muitos papéis, tais como:

- Servindo como emissários, defendendo os enclaves e últimos remanescentes da civilização humana.

- Viajando pelas correntes do vazio como exploradores que buscam riqueza e glória através do cosmos.

- Aventurando-se para encontrar a Terra, o berço perdido da humanidade.

- Buscando influência e reivindicando um novo lar para a humanidade, tomando seus lugares de direito como líderes da humanidade.

- Mergulhndor nas intrigas de Llyhn ou talvez construir um império nas profundezas sombrias do submundo da cidade.

- Descobrindo a verdadeira essência da existência encontrando a iluminação além do véu da realidade; num vazio repleto de abominações insensatas.


O Black Void usa um conjunto de regras originais: O sistema inteiro é baseado em alguns princípios básicos, tornando as regras fáceis de entender e implementar, o que no final dá mais tempo para a diversão, ou seja, jogar o jogo. 

Mecânica de jogo: As ações são resolvidas por uma única rolagem usando dados de doze lados para determinar seu sucesso ou falha. As ações têm uma classificação de dificuldade, que é o valor que os dados devem igualar ou exceder para que a ação seja bem-sucedida. As Rolagens são modificadas pela adição de ‘traits’, habilidades e modificadores condicionais - com o recurso principal de que as ações podem ser associadas a diferentes características ou habilidades, permitindo que os jogadores adotem seu estilo individual, dependendo das circunstâncias ou preferências pessoais.

Principais características: Dois fatores principais no jogo são Iluminação e Wastah. Cada fator impacta significativamente o jogo à medida que a iluminação concede aos personagens a habilidade de atravessar o Vazio, bem como poderes e habilidades extraordinárias, a Wastah confere influência tangível e vital, autoridade e influência social com outras espécies sencientes. Aspectos essenciais como a existência da humanidade - e do próprio personagem - estão ameaçados. 





segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Legend of Five Rings ganha suplemento para ronins e aventura


Legend of Five Rings ganha
suplemento para ronins e aventura


O cenário das Lendas dos Cinco Anéis nunca para de receber suplementos. A Fantasy Flight Games anunciou mais dois novos – o suplemento Path of Waves e a aventura Sins of Regret. Ambos os livros já estão em pré-venda.

Eijiro suspirou. “Não podemos ir às terras do Leão.” 
Quanto custa a sua cabeça?” 
O quê? Não, Junko, eu não tenho uma recompensa.” 
Oh. Você enfureceu alguém terrivelmente, então?” 
Er, sim...” Eijiro pensou em seu pai, sua mãe e sua tia. Os argumentos. Roubando à noite com um pacote de koku, sua katana e seu quimono de seda há muito perdido. “Sim, muitas pessoas bravas.” 
Então nós podemos apenas matá-los. É no que somos bons, afinal de contas.

Bem-vindo às margens do Rokugan. Aqui, samurais sem mestre, conhecidos como ronin, vagam pelos lugares tumultuosos entre as castas. Embora sejam mais elevados do que os camponeses na Ordem Celestial, eles não pertencem verdadeiramente a nenhum dos dois países, e nem os samurais nem os camponeses os aceitam prontamente. No entanto, histórias de heróis errantes são algumas das mais ousadas e emocionantes em Rokugan, inspirando alguns plebeus ambiciosos a assumirem a liderança. E há aqueles que não se encaixam na Ordem Celestial - gaijins que vêm de terras estranhas e praticam costumes estrangeiros. As vidas desses párias são difíceis, mas estão entre as mais excitantes que qualquer aventureiro pode pedir.
  


Path of Waves
Path of Waves  é um suplemento de 256 páginas que oferece aos jogadores um guia completo para ronin, plebeus e gaijins que vivem à margem da sociedade Rokugani. Inspirado no período de um ano em que alguns novos samurais escolhem viajar como rōnin com o objetivo de renovar sua lealdade à segurança de seu clã, este livro lhe dá a chance de experimentar o Império Esmeralda através de novos olhos, sejam eles os de um camponês renegado, um ronin amargo ou um gaijin curioso.

Ao longo de sete capítulos, vários dos quais examinaremos mais de perto em visualizações futuras, você irá analisar em profundidade a parte pouco discutida da sociedade Rokugani, repleta de desajustados que buscam fama e fortuna. Os capítulos de abertura mergulham na vida de um ronin - como eles vêm a ser e seu lugar em Rokugan - e lhe dão uma maneira totalmente nova de jogar o jogo com um novo conjunto de vinte perguntas para construir seus personagens, bem como novas opções para criar personagens de fora. Em seguida, os mestres de jogos terão a oportunidade de explorar duas configurações completas com localizações, personagens e aventuras que eles podem escolher para visitar em seus jogos. Eles também encontrarão orientação sobre o desenvolvimento de jogos para ronin e outros personagens externos, bem como uma série de novos personagens não-jogadores com os quais preencher suas histórias. 

Path of Waves também viaja mais além do jogo que você achava que conhecia, incluindo informações sobre os gaijins estrangeiros e os Ivory Kingdoms, o primeiro olhar do Legend of the Five Rings para as terras além de Rokugan. Quando eles entram no Império Esmeralda, são vistos como estrangeiros indesejados que se destacam da sociedade, e frequentemente se vêem consorciados com ronins e criminosos para ganhar a vida. Quando você é forçado a viver fora do conforto da sociedade educada, suas lutas podem ser grandes, mas sua chance de aventura também é grande!


Sins of Regret
Enquanto você se prepara para enviar seus párias para a bela, mas perigosa terra de Rokugan, a Fantasy Flight Games também oferece uma nova aventura pré-construída para você entrar em ação com Sins of Regret. Esta história - que pode ser usada para todos os personagens de jogadores, mas funciona particularmente bem para ronins - leva seus aventureiros para a pequena vila de Twin Blessings, uma cidade que passou por tempos difíceis desde que os elementos se tornaram desequilibrados. As colheitas fracassam, bandidos rondam a floresta e o daimyo exige o que lhe é devido. Essas pessoas caíram em desgraça com o kami ou é uma força mais sombria no trabalho?

Os aldeões procuram um intermediário para expressar suas preocupações ao governante injusto, mas o Lorde Jikai enfrenta problemas próprios. Nos corredores do Castelo Fechado de Shell, vassalos duvidosos ameaçam derrubar seu governo, e fantasmas do passado do lorde voltaram para assombrá-lo. Se você ajudar Jikai a manter seu poder, você pode ganhar seu favor ou até mesmo provar que é digno do patrocínio do lorde, mas o daimyo é digno de sua ajuda? Se você é um ronin ou um samurai leal ao seu clã, você será forçado a testar seu compromisso com o Bushido em face do conflito iminente. Cabe a você decidir qual lado você vai tomar. Você apoiará os aldeãos sofredores em seu desafio ao seu senhor, defenderá a autoridade de Jikai, ou você lutará por seus próprios ganhos?

Enquanto você enfrenta as complexas disputas que se desenvolvem ao seu redor e suas próprias lutas internas,  Sins of Regret  ajuda você a manter suas aventuras organizadas com mais de cinquenta fichas para ajudar a rastrear os vários personagens não-jogadores que você pode encontrar. À medida que cada lado se torna mais quente e a discussão chega ao auge, eles podem ajudar na tarefa vital de distinguir amigo de inimigo e ajudá-lo a manter o conflito contido. Esta cidade é um barril de pólvora - se explodir em batalha total, é melhor que você esteja do lado certo.




Cenários de RPG - 56


Cenários de RPG - 56

Mais um criativo cenário de Michael Putman, desta vez com a temática ‘mar’. Ele é mais um exemplo de que um cenário não necessita ser grande para ser criativo e interessante!



Encontros Icônicos de Starfinder: Trabalho no Museu [Iseph]



Encontros Icônicos de Starfinder
Trabalho no Museu

Iseph rastejou pelo museu vazio, passos silenciosos no chão de ladrilhos. Ao redor do androide, monstros apareciam - criaturas alienígenas apoiadas em vitrines com paredes de vidro, exibições cheias de gás inerte para evitar a decadência dos cadáveres. Na fraca iluminação de emergência, alguns deles pareciam quase vivos. Mas é claro que não era assim que lugares como esse funcionavam.

Iseph parou na entrada do seu destino. Puxando o tubo de seu cinto, ele soprou uma nuvem de poeira pela porta.

O laser se acendeu em vermelho, entrecruzando a pequena sala. Iseph fez um mapa mental de suas localizações, queimando-as na memória de curto prazo, mesmo quando a poeira caísse no chão e eles desaparecessem de novo.

Curvando-se, Iseph deslizou por baixo do primeiro laser, depois se arqueou alto durante o segundo. É claro que o campo de camuflagem do andróide poderia dobrar os lasers sem quebrá-los, da mesma forma que estava frustrando as câmeras de imagem térmica, e teria sido pego nas câmeras do espectro visual se Iseph já não tivesse hackeado as imagens. Mas Iseph tinha um certo nível de orgulho profissional, e os fios a laser eram novidade - o tipo de coisa que você coloca porque quer impressionar os clientes, não porque dissuadisse os profissionais. Dançar ao redor deles era tão fácil que era quase um insulto. Mas é claro que a segurança do museu não podia saber com quem eles estavam lidando.

Criaturas para Starfinder - Vesp [The Silence]


Criaturas para Starfinder
Vesp [The Silence]


ND 1 - XP 250
Aberração Minúscula – N
Inic:  +8; Sentidos: Sem visão, Sentido às Cegas (Som) 18m; Percepção: +10 

DEFESA                                 HP  20
CAE 11; CAC  13
Fort  +3,  Ref  +3,  Vontade  +1
Fraqueza: Vulnerabilidade à efeitos Sônicos

OFENSA
Velocidade:  6m, Vôo 18m 
Corpo a corpo: Garras +10 (1d6+5 Ct), Mordida +10 (1d6+4 Pf)
Espaço: 75cm, Alcance: 0m
Habilidade ofensiva: Revoada Vesp

ESTATÍSTICAS
For +2, Des +4, Con +1, Int –3, Sab –1, Car –2
Perícias: Acrobacias +5, Furtividade +5, Percepção +10
Talento: Ataque em movimento, Iniciativa aprimorada
Idiomas: não
Outras Habilidades: Sonar

ECOLOGIA
Ambiente:  qualquer
Organização:  grupos médios (2d6+5), grupos grande (3d10+5), enxame (3d20+10)


HABILIDADES ESPECIAIS 
Revoada Vesp (Ex) Embora um Vesp pareça fácil de ser neutralizado isoladamente, a dificuldade e periculosidade aumentam proporcionalmente à sua quantidade. Sua estratégia de ataque em grupo baseia-se em cercar o alvo (ou alvos) atacando alternadamente de todos os lados o mais rápido possível e, se possível, derrubando-os. Sua estratégia visa deixar alvos desnorteados e sem capacidade de defesa. Quando 5 ou mais vesps atacam um mesmo alvo, eles causam dano por garras (2d6+5) multiplicado à metade do número de atacantes (arredondado para baixo). O alvo pode realizar um salvamento de reflexo. Em caso de sucesso ele recebe metade do dano esperado. Em caso de falha o alvo deve realizar um salvamento adicional de reflexo, onde em uma nova falha o alvo receberá a condição Atordoado até o início de seu próximo turno.

Sonar (Ex) Quando em uma posição específica assumida pelas asas do Vesp, tal qual uma antena, por pelo menos 3 turnos, ele ganha um bônus de +6 em seus testes de Percepção. Alvos quer permaneçam totalmente imóveis cancelam esse bônus contra si.

Vulnerabilidade à efeitos Sônicos (Ex) Quando o Vesp é alvo de algum efeito sônico ele trona-se cego pelo tempo que durar o efeito e tentará se manter afastado dessa fonte de efeito sônico.


Os Vesps podem ser considerados uma praga. Por onde quer que passem eles apenas devoram e se reproduzem. Enquanto não encontram um predador adaptado à combatê-los, eles se reproduzem até esgotar os recursos, os obrigando a voltar à hibernação... até serem novamente despertos.

Embora não sejam tão grandes (cerca de 50cm) e sejam aparentemente fáceis de matar isoladamente, seu poderio está na quantidade e ferocidade com que combatem. Com garras e dentes extremamente afiados e uma tática de investida centrada em desnortear o alvo para mais facilmente lhe infringir o máximo de dano o mais rápido possível, isso os transforma em um terror voador quando em bandos, mesmo que com poucos membros. Os grupos de vesps voam rapidamente ao redor de seus alvos realizando investidas aleatórias com as garras causando dano e gerando confusão ao alvo, impedindo assim que ele reaja adequadamente. Após o alvo estar neutralizado, passam a devorá-lo ou atacar outro alvo próximo, até que todos os alvos em potencial estejam neutralizados. Cada carcaça de alvo já devorado pelos vesps trona-se um ninho para pelo menos vinte ovos que eclodirão em até dois dias. Isso torna o crescimento de sua população vertiginosamente rápido quando há alimentação disponível. Rapidamente elas podem passar das centenas para milhares, e assim sucessivamente.


Mas essas criaturas possuem uma fraqueza – elas são cegas. Toda a sua movimentação e ataques se baseiam em sons que elas percebem com um sistema auditivo apurado. Além disso, elas possuem uma capacidade semelhante à sonar onde, através das asas posicionadas tal qual uma antena parabólica, elas conseguem ampliar sua capacidade perceptiva. O silêncio é um importante aliado quando enfrentando essas criaturas. Nos poucos lugares dos Mundos do Pacto onde essas criaturas existem elas estão restritas em regiões ou cavernas devido à existência de predadores com capacidades sônicas naturais ou civilizações tencologicamente preparadas. Mas sempre que algum descuido de proteção ocorrer ou se alguns espécimes forem deslocados para um outro lugar não preparado ou adaptado à eles, será um desastres e em pouco tempo eles destruíram tudo.