terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Cinema na Confraria: sinopse e foto de Guardiões da Galaxia


Cinema na Confraria
Sinopse e foto de Guardião das Galaxias

A Marvel liberou, como última ação de 2013 a primeira foto oficial (acima) e sinopse (abaixo) de “Guardiões da Galaxia”. A produção contará com Chriss Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Van Diesel, Bradley Cooper, Lee Pace, Karen Gillan, John Reilly, Glenn Close, Michael rooker, Djimon Housou, Peter Serafinowicz e Benicio Del Toro. A estréia está marcada para 1º de agosto de 2014.

Veja abaixo o comunicado da Marvel:

“Da Marvel, o estúdio que lhe trouxe as franquias de grande sucesso mundial Homem de Ferro, Thor, Capitão América e Os Vingadores , chega com uma nova equipe - os Guardiões da Galáxia. Uma aventura espacial épica cheia de ação, "Guardiões da Galáxia" expande o universo cinematográfico da Marvel para o cosmos, onde o  ousado aventureiro Peter Quill encontra-se como objeto de uma caçada de recompensas implacável depois de roubar uma esfera misteriosa cobiçado por Ronan, um poderoso vilão com ambições que ameaçam todo o universo. Para fugir de Ronan, sempre persistente, Quill é forçado em uma trégua com um quarteto de desajustados díspares - Rocket, um guaxinim de armas em punho, Groot , um humanóide em forma de árvore, a mortal e enigmática Gamorra e Drax. Mas quando Peter descobre o verdadeiro poder do orbe e a ameaça que representa para o cosmos, ele deve fazer o seu melhor para reunir seus rivais para uma última e desesperada ação - com o destino da galáxia no balança.”


Na última entrevista de James Gunn, diretor do filme, ele afirmou: “Se os Vingadores são os Beatles, então os Guardiões da Galaxia são os Rolling Stones”.

NOTA: Para ver quem é quem no elenco veja nossa outra postagem com todas as fotos - AQUI.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Doctor Who invadindo o mundo de Lego - episódio e dioramas


Doctor Who de Lego
- episódio e dioramas -

Doctor Who invadiu também o maravilhoso mundo de Lego e em mais de uma forma. Além de serem criados dioramas recriando cenas e momentos do seriado britânico com peças de lego, foram criados uma série de vídeos (uma espécie de micro-episódios) do Doctor todos feitos com lego.... é Fantastic!!!!

Abaixo veja um dos muitos vídeos onde o Doctor finalmente é ruivo e depois algumas imagens dos dioramas.










Videocast da Pipoca e Nanquim com Se Não Leu, Leia Especial FIQ/2013

Se não leu, leia!!! Especial FIQ
pelo Pipoca e Nanquim


Gosta de quadrinhos? Curte uma novidade? Pois então não deixe de assistir o videocast 178 da Pipoca e Nanquim. A série “Se não Leu, Leia!” já é um clássico do site da P&N e está nesta 12ª edição apresentando as novidades adquiridas e ganhas por Bruno Zago e Daniel Lopes durante a FIQ (Feira Internacional de Quadrinhos, em Belo Horizonte). Muitas indicações do que comprar neste início de ano para começar bem o ano de 2014!

sábado, 28 de dezembro de 2013

Aventura para Mutantes e Malfeitores de graça ...presente da Green Ronin

Aventura de M&M de graça!!!

Quase passou desapercebido, só que não! A Green Ronin disponibilizou uma aventura especial de natal para Mutantes e Malfeitores totalmente grátis. “Crisis on Christmas” é uma aventura para a terceira edição para 4 a 6 jogadores com NP 10. As férias terão de esperar um pouco mais em Freedon City enquanto você acaba com a intenção de Sr Infâmia de acabar com a crença no Natal e no Papai Noel! Baixe AQUI e saia jogando!!!

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Feliz Natal da Confraria... ao estilo Doctor Who


Feliz Natal da Confraria...
...ao estilo Doctor Who

Homenagem de Natal da Confraria de Arton para todos os seus leitores e curiosos ao melhor estilo Doctor Who, a febre do momento! Feliz Natal e um maravilhoso 2014!

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Cinema na Confraria: primeiro trailer de Transcedence


Cinema na Confraria
Primeiro trailer de Transcedence

Mais uma produção de ficção chegará aos nossos cinemas em 2014. “Transcedence”, de Johnny Depp, mostra a criação de um computador com consciência que acaba por ter a mente de um dos cientistas responsáveis digitalizada dentro dele e isso será desastroso para o mundo. A direção é de Wally Pfister (ganhador do Oscar pela fotografia de “A Origem”) e o roteiro está assinado por Jack Paglen. No elenco temos, além de Depp, Kate Mara, Paul BEttany, Cory Hardrict, Cole Hauser, Cillian Murphy e Morgan Freeman. A estréia está marcada para 18 de abril de 2014.

O Chamado de Cthulhu será lançado!

Chamado de Cthulhu será lançado!


Mais uma boa notícia para o Natal dos rpgístas. Esta semana foi confirmado o sucesso do financiamento coletivo de “O Chamado de Cthulhu” que em sua versão nacional sairá pela editora Terra Incognita. Com uma proposta inicial de R$ 38.000, faltando ainda três dias, já totalizou mais de R$ 42.000. A previsão do lançamento, agora que está tudo confirmado, será durante o primeiro trimestre de 2014.



domingo, 22 de dezembro de 2013

Dragão da Semana: Um voo por aí!

Dragão da Semana
Um voo por aí


Nesta penúltima semana do ano que se inicia uma imagem que com toda a certeza causa inveja em muitos sonhadores de aventuras pelos mundos da fantasia.


sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Cinema na Confraria: definido o Homem-Formiga

Cinema na Confraria
Definido o Homem-Formiga


Foi confirmado à pouco que Paul Rudd ("É o fim") interpretará o Homem-Formiga em mais um filme da Marvel. Ele já estava sendo cogitado para o papel, mas sempre afirmava que se tratavam apenas de rumores. O roteiro está sendo escrito por Edgar Wright e Joe Cornish. A estréia do filme deverá ser em 31 de julho de 2015.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Cinema na Confraria: Trailer de Como treinar Seu Dragão 2


Cinema na Confraria
Trailer de Como Treinar Seu Dragão 2

A DreamWorks apresentou o trailer completo de Como Treinar Seu Dragão 2, com estréia marcad apara 13 de junho de 2014, e com uma sequência marcada para 2016.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Somos whovians: infográfico para conhecer Doctor Who


Conhecendo Doctor Who
- Infográfico -

Aproveitando essa onda imergente dos Whovians (adoradores de Doctor Who), nós da Confraria de Arton, que estamos nos tornando aos poucos também whovians vamos trazer algumas coisas interessantes sobre o seriado. Depois de apresentarmos um dos RPGs dedicados ao seriado vamos trazer um infográfico para quem quer conhecer e se aprofundar um pouco mais nesse universo.

Como a imagem é 'muito' grande continue lendo para acessar o infográfico e abra-a em outra aba para melhor visualizá-la!



Seriados na Confraria: especial de Natal de Doctor Who ganha segundo trailer


Seriados na Confraria
Novo trailer para especial de
Natal de Doctor Who

Foi lançado mais um trailer para o especial de Natal de Doctor Who – The Time of the Doctor - onde teremos a última aparição de Matt Smith, que interpreta o Doctor e será substituído por Peter Capaldi, que encarnará o personagem. Aproveitem e assistam os dois trailers lançados para o especial que irá ao ar pela BBC HD às 22hs do dia de Natal.


Cinema na Confraria: primeiro trailer de continuação de Planeta dos Macacos

Cinema na Confraria
Veja o primeiro trailer do novo
Planeta dos Macacos


A continuação de “Planeta dos Macacos: a origem” ganhou trailer. Com o título de “Dawn of the Planet of the Apes” o trailer mostra um mundo apocalíptico cinco anos após os acontecimentos do final do primeiro filme. No elenco teremos Andy Serkis (o Gollun de “O Senhor dos Anéis” e “O Hobbit”) como Ceaser; além de Jason Clarke, Kodi Smit-McPhee, Gary Oldman, Toby Kebell, Keri Russell e Judy Greer. A direção é de Matt Reeves (“Meixe-me Entrar”). A estréia no Brasil está marcada para 23 de maio de 2014, duas semanas antes que nos Estados Unidos.

Rivendell, da Terra Média, reproduzida com Lego


Rivendell reproduzida em Lego

Usar Lego para reproduzir momentos e cenários de filmes é uma febre em todo o mundo, mas alguns levam isso muito à sério. Alice Finch, que já havia montado uma reprodução de Hogwarts com cerca de 400000 peças de Lego, agora investiu no cenário da Terra Média. Com 200000 peças ela reproduziu Rivendell com grandes detalhes. Confira!




















terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Romance no cenário Brigada Ligeira estelar - "Contra a Academia" - Capítulo 3


Parte 3

Hasmuss e Liana corriam como loucos pelo terreno acidentado enquanto Müller os seguia um pouco mais de longe. O comunicado de emergência de Ronden os pegara à todos de surpresa. Eles sabiam que apenas três era muito pouco dependendo do perigo, mas teria que servir por hora.

O fato de estarem em exercícios dificultou tudo. Embora a maioria dos hussardos estarem intactos eles estavam atolados, decorrente da atividade de treinamento. Já os três hussardos dos instrutores também tomaria muito tempo até serem ativados e com os pilotos à postos, levando até 5 minutos. Apenas os três estavam livres e prontos para ação.

Após a notícia Cornélius deu a ordem dos três serem a linha de frente da ajuda. Nem ao menos tiveram tempo de se armarem adequadamente, pois o processo de colocar a munição ou recarregar as baterias levava pelo menos dez minutos e o tempo estava contra eles. Eles estavam indo com as espadas e com o armamento primário que era composto de uma pistola de energia e um fuzil energético leve.

Só tiveram tempo de receber as coordenadas e partir para a ação. Com aquele tempo adverso e o terreno impróprio o um quilômetro e meio de distância até o ponto exato levaria um tempo demasiadamente longo para ser percorrido podendo ser fatal para seus colegas.

Não havia estratégia preparada, apenas a urgência. O som do metal batendo pesado no chão era estridente e abafado. O entardecer deixava as sombras alongadas e quase imperceptíveis frente à escuridão que avançava.

“- Ronden, responda! [bzzz]” – repetia Hasmuss nos últimos minutos sem qualquer resposta – “confirme localização [bzzz]”. O silêncio poderia ser um mau sinal ou apenas um cuidado do grupo para não ser localizado.

Liana e Müller apertavam o passo para tentar acompanhar Hasmuss, mas ele estava correndo como um louco pulando e desviando de rochas e árvores da forma que dava. A chuva e o terreno quase não o impediam de realizar o percurso.

“- Alguma coisa no radar Liana? [bzzz]” – questionou ele.

“- Tudo limpo! [bzzz]”

“- E você Müller? [bzzz]”

“- Ei, quem te colocou no comando? [bzzz]” – o mau humor na resposta de Müller só não era maior do que a inveja que ele estava tendo da atitude de Hasmuss que naturalmente tomou à frente da situação.

Hasmuss travou sem aviso seu robô quase arrancando uma árvore pela raiz ao usá-la como apoio para frear. Liana passou por ele direto e parou alguns metros à frente, mas Müller se assustou e não conseguiu travar à tempo. Hasmuss esticou o braço metálico propositalmente atingindo o colega na altura do peito, provocando um enorme estrondo e sua queda. Com um giro rápido ele postou-se à frente de Müller com o pé sobre seu peito.

“- Olha aqui, não quero saber quem é sua família ou de que buraco vocês saíram ... [bzzz] ...muito menos me interessa saber se tu acha isso justo ou injusto ... [bzzz] ... temos uma missão para realizar e colegas para ajudar ... [bzzz] ... então, ou tu entra no esquema e faz o teu trabalho sem reclamar ou volta correndo para a mamãe!”

Apenas o som da chuva e dos trovões e dos trovões eram audíveis, além da pesada respiração de Hasmuss naquele longo minuto. Liana observava tudo com espanto. O amigo sempre tivera uma atitude de fugir dos conflitos e resolver tudo com diplomacia. Ela não sabia se a  atitude tinha relação com o perigo que o amigo corria ou se ele apenas tinha ficado cheio das atitudes de cadetes como Müller.

Ele tirou o pé de cima e ofereceu a mão para Müller. O robô caído não aceitou a ajuda empurrando a mão de Hasmuss para o lado.

“- Você vai se arrepender disso! [bzzz]”

Hasmuss apenas bufou enquanto voltava para seu caminho. Quando eles estavam à cerca de cem metros do ponto do pedido de ajuda a escuridão estava ainda mais densa. A floresta acabava alguns metros adiante no que parecia ser uma enorme clareira e o pedido de ajuda viera dali.

“- Comunicação desligada! [bzzz]” – disse Hasmuss. Isso era feito quando havia o perigo de serem escutados por inimigos. Como não sabiam quem estava atacando era uma ordem lógica. Nessas situações toda a comunicação era realizada por meio de sinais com as mãos, como em qualquer ação tática fora dos hussardos. Hasmuss apontou para Liana circundar pela esquerda e para Müller ir para a direita. Ele fez mais um sinal antes deles irem para que aguardassem a ordem dele para avançar para a área aberta. Ambos assentiram com a cabeça e rumaram para seus lugares enquanto ele puxou o rifle com cuidado e começou a cruzar as últimas árvores, parando bem na beirada.

A área da clareira era muito extensa. Provavelmente fora desmatada para servir de paradouro improvisado de aeronaves de transporte das empresas mineradoras. O chão era firme de pura rocha tendo muito pouca lama em pontos específicos. As sombras contrastavam com o esbranquiçado do solo rochoso iluminado pelos relâmpagos ao mesmo tempo em que impossibilitava que se conseguisse enxergar a outra extremidade.

Hasmuss esperou tempo suficiente para que Liana e Müller tomassem suas posições para que recebesse cobertura para uma aproximação então começou a avançar lentamente – “Avançar! [bzzz]”.

Enquanto avançava calmamente ele percebeu cerca de cem metros à esquerda o avanço do hussardo de Liana, com a pistola apontada para o vazio. Um pouco mais longe, à direita, Müller também avançava com o rifle em mãos.

O terreno à frente deles tinha muitos destroços espalhados como que sendo resultado de um combate. Algumas partes da unidade de terra ainda estavam intactas e poderiam muito bem servir de cobertura para eventuais inimigos, então todo o cuidado era pouco. Hasmuss colocou-se de costas contra um enorme container. O radar não apontava nada, o que era muito estranho. Ou estavam com uma camuflagem eletrônica ou já haviam ido embora.

“- Algum contato visual? [bzzz]” – pergunta Hasmuss.

“- Direita limpa ... senhor! [bzzz]” – a última palavras saiu pausadamente ofensiva da boca de Müller.

“- Esquerda lim..., espere... movimento no ponto 4-5-2 ... é um dos nossos! [bzzz]” – disse Liana.

“- Estou vendo também!!! [bzzz]” – disse Müller – “pode deixar comigo! [bzzz]”

“- Não... Não abandonem a formação, repito, não abandonem a formação! [bzzz]” – gritou Hasmuss quando percebeu que Müller avançava diretamente para a posição onde se encontrava um hussardo dos que haviam pedido ajuda. Liana visualizava à tudo de sua posição sem se mover tentando avaliar o que fazer.

“- Já te disse que ninguém te colocou no comando ... [bzzz]” – ele dizia freneticamente pelo comunicador enquanto avançava quase que correndo em direção ao outro hussardo - “... não vou esperar a ordem de um ninguém para ser um herói ... [bzzz]” – ele continuava avançando até quase chegar do lado do colega aparentemente abatido - “... como eu já disse eu vou sen...” – a comunicação de Müller foi interrompida por um forte estrondo vindo de um disparo de um poderoso rifle de precisão que poderia estar à centenas de metros de distância. O disparo arrancou o braço esquerdo do hussardo de Müller fazendo-o girar no ar e cair sobre o outro hussardo que estava de joelhos e aparentemente inativo. Logo que os dois se tocaram houve uma forte explosão. Era uma armadilha e havia dado certo.

O clarão da explosão cegou momentaneamente a dupla de amigos que foram pegos de surpresa. A ação impulsiva de Müller lhe custará caro, quem sabe até a vida, e uma resposta rápida deveria ser assumida ou os dois também pereceriam ali.

“- FORMAÇÃO DEFENSIVA!!! [bzzz] ...” – gritou Hasmuss para Liana.

Prontamente ela lançou seu hussardo para trás de alguns escombros. Quase que ao mesmo tempo os disparos começaram a cortar o ar vindo de todas as direções, pelo menos era a impressão que dava. Logo que Liana se postou protegida três disparos acertaram nos escombros antes de acertarem ela. Ao mesmo tempo Hasmuss abaixou-se tentando localizar a origem dos disparos. Ele contou pelo menos quatro fontes pelo menos, mas deveria ser mais.

Aqueles disparos deveriam ser para cobrir a aproximação de outros adversários e ele sabia que se continuassem em campo aberto seriam um alvo fácil e muito rapidamente seriam atingidos.

“- Como você está? [bzzz]...” – perguntou Hasmuss para Liana.

“- Estou com uma boa proteção, pelo menos por enquanto! [bzzz]”

“- Preciso de cobertura para chegar nas árvores ... [bzzz] ... é nossa única chance ...[bzzz]”

“­- Vou lançar algumas granadas ... corre para a tua esquerda... parece ser o caminho mais curto! [bzzz]”

“- Ok ... Prepara então... [bzzz] ... um ... dois ... TRÊS!”

Três granadas foram lançadas pelo ar para três pontos diferentes. A explosão foi seguida de pequenas mas eficientes nuvens de fumaça branca que permitiram que Hasmuss chegasse até a primeira linha de árvores. Quando os inimigos perceberam para onde ele iria já era tarde.

Hasmuss escondeu-se de costas contra algumas árvores e analisou a situação - “Lembra do treinamento na sala escura? [bzzz] ...” – ele perguntou para Liana – “Faremos igual... vou pela esquerda!”

Liana prontamente entendeu o que ele dizia e confiava na sua decisão. Hasmuss aprontou seu rifle começou a correr. Ele deu dois disparos para seu lado esquerdo, mas começou a correr para o lado oposto. Ele contava que os inimigos estivessem espreitando sua comunicação. A referência que ele fez sobre o treinamento da sala escura era uma lembrança de um de seus primeiros dias na Academia quando ele, Liana e Ronden venceram uma espécie de pega-pega às escuras se comunicando com informações ditas ao contrário para confundir os outros participantes e ele contava que isso desse alguma vantagem pelo menos inicial no combate que estava por vir.

Logo depois dos disparos para seu lado esquerdo Hasmuss percebeu algum movimento à certa distância. Enquanto isso Liana disparava como se estivesse dando cobertura para o caminho imaginário do colega. Ele ganhou alguns instantes de vantagem.

Liana percebia pelo menos três movimentos de todos os lados ao redor da clareira, todos se direcionando mais ou menos para a posição que Hasmuss queria que todos acreditassem que ele estava indo. O plano estava dando certo.

Ele se posicionou de tocaia atrás de alguns troncos e ficou aguardando por alguns instantes. Por entre a vegetação extremamente alta surge um rosto metalizado seguido do cano de um fuzil pesado de energia. A pouca luz não o deixava identificar quem era seu adversário, mas isso não importava. O que importava era que ele era um robô inimigo e ele tinha de despistá-lo, pois um combate direto era impensado. Hasmuss tinha noção que lhe faltava experiência para um combate direto. Aquilo era muito diferente de um simulador e em caso de falha não haveria um ‘game over’ na tela, mas sim uma morte dolorosa. O inimigo parecia atento e à procura de algo, que no caso era Hasmuss.

Um silêncio tenebroso estava no ar. Apenas o som da chuva e dos relâmpagos ecoavam deixando o ambiente ainda mais fúnebre. Após o robô inimigo passar ele se valeu do som dos trovões e em um movimento rápido avançou para a retaguarda do adversário com uma faca termal em punho. Com um golpe seco ele atingiu a nuca do robô rompendo os principais circuitos de funcionamento e desligando suas baterias principais. Isso trava qualquer robô e é muito eficiente para um ataque silencioso. Sem o acesso às baterias ele ficaria com as comunicações interrompidas. Era uma ótima vantagem.

Menos um.

A intenção de passar pelo adversário e sair da posição desconfortável de estar encurralado havia funcionado. O segundo passo seria ajudar Liana, achando uma posição em que pudesse dar cobertura para ela sair daquela situação perigosa. E isso teria de ser feito sem evitando ao máximo um confronto direto.

Hasmuss avançou cuidadosamente. Os disparos recomeçaram para a direção de Liana, o que indicava que eles já haviam percebido seu engodo e ela havia se tornado o alvo prioritário deles. Ela teria de sair dali rapidamente e para isso precisaria de sua ajuda. Hasmuss posicionou-se atrás de algumas árvores e quebrou o silêncio da comunicação.

“-Liana ... [bzzz] ... vou te dar cobertura.... [bzzz]... corre para minha direção!”

“- Onde? ... [bzzz]”
Não respondeu para não dar mais chances para que o localizassem. Ele pegou seu rifle e começou a mirar na direção dos disparos. Logo após um disparo de algum dos inimigos ele atirou três vezes tendo atingido algo pelo som que produziu, embora não enxergasse o que ou quem. Logo depois começou a disparar repetidamente tentando criar uma linha de fuga para a amiga.

Liana, ao perceber a possibilidade de fugir, se levantou e começou a disparar também, enquanto recuava de costas o mais rápido que conseguia. Ela conseguiu atingir a segurança da cobertura das árvores, mas não sem antes ser atingida violentamente em um dos braços, inutilizando-o. Mesmo assim ainda estava de bom tamanho já que estava viva.

Hasmuss dividia sua atenção entre dispara contra os adversários e tentar descobrir como a colega estava. Eram alvos claros e os disparos não paravam, mas mesmo assim ele conseguiu ver que ela estava viva, embora seriamente avariada. O fuzil estava fora de cogitação, tanto que após o braço ser atingido ele acabou ficando no chão no meio do caminho. Ela já estava com a pistola na mão enquanto se apoiava de costas contra o tronco de uma enorme pedra.

A situação não era das melhores, ainda mais com Liana avariada. Os disparos haviam cessado por alguns instantes enfatizando novamente o silêncio quebrado pelo som da chuva e lhes dando aparentes instantes para recuperar o fôlego e colocar as idéias no lugar.

Hasmuss estava abaixado por entre arbustos e destroços de algumas árvores enquanto ela estava apoiada com por um dos ombros, segurando a pistola com uma das mãos e com o outro braço caído ao longo do corpo.

Ele tentava manter a calma, mas estava visivelmente nervoso, inclusive para ele mesmo. Não tinha certeza do que fazer. Já havia perdido um colega, embora a imprudência não tenha sido dele, e a sua outra companheira estava avariada. Os amigos o cobravam como se fosse um líder graças ao seu desempenho nos treinos, mas isso estava longe de ser apenas um treino. Ele mesmo se cobrava demais para conseguir levar seu sonho e aquela promessa até o fim. Mas o fim parecia que seria hoje. Tudo isso passou em sua cabeça em uma fração de segundos.

Ele foi trazido de volta quando sua atenção foi atraída por um movimento na vegetação que demonstravam que os adversários estavam se movendo muito rápido. Eles estavam em movimento e isso só poderia significar que estavam saindo da passividade para o ataque.

“ – Como está o braço? [bzzz]” – perguntou à Liana.

“- Travado! [bzzz]

A chuva começava a piorar e os relâmpagos ficavam mais intensos.

“- Vamos improvisar! [bzzz] – Hasmuss respondeu tentando elaborar um plano em que pelo menos eles saíssem vivos dali.

A melhor solução, mais perigosa é verdade, seria o ataque direto e tentar usar as enormes árvores como escudo, como fizeram até agora.

“- Vamos!!! [bzzz]” – ele gritou pelo comunicador – “vamos pegar um de cada vez! [bzzz] – completou apontando para a esquerda. Aquele seria o primeiro alvo deles, além de ser o mais próximo.

Eles começaram a correr. Hasmuss contava que a vegetação os escondesse dos que vinham pelo outro lado enquanto ele e Liana se aproximavam do alvo.

“- Fica na retaguarda!!! [bzzz] – ele gritou para ela enquanto controlava pelo localizador a distância entre eles.

Hasmuss puxou seu rifle de laser e liberou a trava. O zunido agudo típico do reator de energia se preenchendo para os disparos soou como música para ele. Ele estava pronto e certo de que conseguiriam destruir pelo menos um dos adversários e logo depois encontrariam a morte. Mas se não conseguisse cumprir a promessa que fizera para si mesmo quando fora classificado no Torneio da Constelação do Sabre do ano anterior, conseguindo a vaga para a Academia, sua morte seria um sinal de que pelo menos estava no caminho certo.

Logo á frente ele percebeu um rápido movimento por entre a vegetação seguido de uma sombra graças à um relâmpago. Instintivamente ele abriu fogo deslocando a direção que seguia ligeiramente para um dos lados bem a tempo de escapar dos disparos de resposta.

Mais dez metros e ambos entraram em um espaço entre as árvores grande o suficiente para que ambos conseguissem se ver. Mas foi tudo tão rápido que quase não passou de um flash. O robô adversário era enegrecido como que camuflado com sinais pintados de cores avermelhadas em um dos braços, mas Hasmuss não tinha tempo para pensar nisso agora.

Logo que conseguiu ajeitar seu corpo e encontrar um ponto de equilíbrio após travar seu deslocamento foi atingido pelo braço do outro, quase o derrubando. Era um movimento parecido com que ele mesmo havia executado momentos atrás em sua briga com Müller. Mas ele estava preparado. Hasmuss tento erguer o cano de seu rifle, mas a velocidade do outro era invejável, bloqueando a arma e desviando o disparo para a floresta. O cadete realizou o mesmo movimento travando a enorme arma do inimigo, iniciando uma verdadeira medição de forças fazendo o metal ranger em mais de um lugar.

Mas o adversário tinha um robô superior e aos poucos Hasmuss foi sendo arrastado para trás ao mesmo tempo que ia arqueando os joelhos.

Quando ele caiu de joelhos o elemento surpresa apareceu sob a forma de Liane e sua simples pistola que quase que a queima roupa atingiu o inimigo em sua nuca, causando um curto que explodiu sua cabeça.

Logo que Hasmuss e Liana ficaram frente a frente, com a queda do outro robô, mais disparos, mas desta vez contra eles. Liana teve seu robô lançado por sobre o colega com tanta força que ele voou caindo às suas costas.

Mas a surpresa foi do atirado pelo campo de visão não havia percebido que Hasmuss estava ali. A surpresa deu ao cadete tempo de erguer o rifle, com carga máxima, e disparar na junção da cabeça com o tronco. Fora um disparo tão forte que o robô adversário rodopiou parando de costas para Hasmuss. Quando o piloto adversário se deu por conta uma espada estava o transpassando na altura do abdome causando um estrago fatal para ambos, máquina e piloto.

A espada ficara presa, mas Hasmuss não quis perder tempo tentando tirá-la. Sua preocupação era com a amiga. Ele correu para ela virando o enorme corpo do robô dela.

“- Como você está?? [bzzz]”

“- Eu... [bzzz] be......[bzzz]” – sua comunicação não estava clara, mas pelo menos estava respondendo.

O som de metal arranhando lentamente atraiu a atenção de Hasmuss. Ele se virou lembrando que havia, segundo seus cálculos, mais um robô ainda. E era justamente este terceiro que estava à sua frente, retirando a espada que estava cravada no inimigo destruído.

Ele era bem maior que os outros e sem marcas algumas. Um de seus braços parecia ter sido enxertado de outro robô ainda maior o dando um aspecto animalesco, belo, mas animalesco.

O rifle estava no chão e não daria tempo para ele pegá-lo e a espada estava na mão do inimigo. Não lhe restava muito o que fazer, mas algo deveria ser feito pois Liana ainda estava viva.

“- Ejeta e se esconde! [bzzz] – ele gritou na mesma hora que pulou sobre o adversário surpreendendo até mesmo o inimigo.

Hasmuss pulou na linha de cintura do outro lançando-os para trás e despedaçando duas ou três árvores menores. Com esse movimento a espada caíra e o rifle do inimigo estavam presos pelos braços do cadete.

Liana começou o procedimento de ejeção da máquina enquanto dois robôs enormes se agarravam poucos metros à sua frente. Ela tinha poucos instantes para isso, sorte que o procedimento para sair é muito mais rápido do que para entrar. Ela pressionou uma sequência em seu painel e toda a cápsula superior foi lançada para o ar. Mais alguns movimentos e ela estava escorregando pela lateral de seu robô.

Enquanto isso a luta continuava. Com seu braço desproporcionalmente maior o inimigo lançou Hasmuss para longe, libertando-se. Ele olhou para o cadete que de se levantava e disparou contra seu braço. O cadete não sabia que arma era aquela, mas arrancou-lhe o braço esquerdo de uma só vez.

Hasmuss podia jurar que via o sorriso do piloto do outro robô quando este se preparava para um definitivo disparo.

Foi um longo momento de silêncio como se nem mesmo a chuva continuasse a cair. Mas o som que o cadete escutou não foi o zinudo do laser, mas um brado muito conhecido.

“- Avante Brigada! [bzzz]”

Por entre as árvores surgiram Ronden e mais dois de seus colegas, todos os três nitidamente avariados. Os disparos começaram a vir incessantemente atingindo o enorme adversário de todos os lados.

“- Veio para a festa sozinho e não convidou os amigos? [bzzz]” – era a voz de Ronden. Ele estava vivo.

“- Os convites devem ter se estraviado.... mas é só escutarem uma briguinha que todo mundo aparece!! [bzzz] – Hasmuss estava feliz e aliviado com achegada do colega que ele achava que estava morto. Com a pistola em mãos ele também disparava, reforçando ainda mais o ataque.

O robô inimigo ia sendo cercado embora os disparos não fizessem muito estrago em sua couraça reforçada, embora ele não conseguisse sair dali. Algo mais forte teria de ser usado para resolver essa contenda definitivamente. E apareceu esse ‘algo’.

“- Crianças, deixem o vovô aqui mostrar como se faz! [bzzz] – a voz clara do comandante Cornélius surgiu como uma benção.

A voz veio seguida do disparo que uma bazuca energética de alto calibre. O disparo arrancou o enorme braço mecânico jogando o robô cinco metros para trás. Logo em seguida surgiram mais três hussardos, esses do corpo de elite da Brigada, que com suas pesadas carabinas laser terminaram o serviço despedaçando o inimigo.

“- Bom trabalho cadetes.... muito bom! [bzzz]” – disse Cornélius enquanto olhava em volta – “baixas? [bzzz]”.

“- Duas .... [bzzz]” – disse Ronden.

“- Uma .... [ bzzz] – respondeu Hasmuss.



“- Ótimo. Poderia ter sido muito pior. [bzzz]” – ele caminhou em direção aos restos do inimigo no chão – “Isso era para ser um exercício de preparação, mas acabou se tornando um batismo de fogo.... eu lhes apresento os Proscritos..... parabéns, vocês nasceram de novo, feliz aniversário! [bzzz]”

Jambô anuncia tradução de novo Reinos de Ferro

Jambô anuncia no Reinos de Ferro


A Jambô editora anunciou nesta segunda-feira o primeiro título a ser lançado no ano de 2014 – será a nova versão de Reinos de Ferro (Iron Kingdons Core Rules), da Privateer Press. Em uma chamada muito interessante em seu site a editora mostrou o sucesso da primeira versão, centrada em D20 e anunciou que o livro já está em processo de tradução. Segundo a editora este será o primeiro lançamento de peso do ano que vêm. Espero que eles façam a versão brasileira também com capa dura e colorido, como a importada!

Abaixo veja um vídeo do pessoal da RHQ-TV apresentando o lançamento na época (vídeo em inglês):

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Arquivo de Fichas - Guerra dos Tronos RPG - Stannis Baratheon


Arquivo de Fichas - Guerra dos Tronos RPG
Stannis Baratheon

Estou trazendo uma ficha solicitada por um dos membros do grupo do Facebook de Guerra dos Tronos RPG. Stannis Baratheon era o irmão do Rei Robert e um dos principais motivos pela enorme guerra que se desenrola em Westeros.


Seriados na Confraria: primeiro curtíssimo vídeo da nova temporada de The Game of Thrones


Seriados na Confraria
Primeiras imagens em vídeo de
The Game of Thrones

Primeiras imagens da nova temporada de The Game of Thrones surgiram em duas chamadas vinculadas à programação do canal HBO para este final de ano. São poucos segundos, mas mostram que as coisas estão caminhando e logo logo teremos um trailer. Na primeira temos uma chama específica para Game of Thrones. Já o segundo vídeos é um especial de final de ano com uma retrospectiva dos seriados e filmes de 2013 e uma prévia para 2014. As imagens de Game of Thrones são as mesmas nos dois vídeos!