domingo, 30 de julho de 2017

Imagens para Inspirar - Guerreiros

A força dos Guerreiros


Guerreiros são ícones dos jogos clássicos de RPG. Munidos de sua força, sua espada e sua resignação, eles são a linha de frente de qualquer grupo de aventureiros que se preze. Para o bem ou para o mal eles literalmente dão o sangue pela proteção e auxílio de seus companheiros.









Starfinder Society: explore, reporte, coopere


Starfinder Society
- explore, reporte, coopere -

Uma das coisas mais interessantes que a Paizo apresentou para Pathfinder RPG foi o Pathfinder Society e a mesma iniciativa acontecerá para Starfinder. Para quem não sabe do que estou falando vamos à um esclarecimento rápido sobre o Pathfinder Society, que também servirá para o futuro Starfinder Society.

Um pouco de história
O Pathfinder Society é, em última análise, uma campanha de fantasia mundial, onde os jogadores percorrem o cenário como membros de uma das várias facções que formam uma liga lendária de exploradores – o Pathfinder Society. O trabalho de seus membros, encarnados pelos personagens dos jogadores, é explorar, se aventurar, cooperar, descobrir e depois narrar sua aventura, ajudando assim a desvendar os mistérios de todo esse maravilhoso mundo, contribuindo para seu desenvolvimento como cenário. Assim os jogadores, enquanto personagens vivenciando as aventuras dessa campanha, contribuem para enriquecer o cenário oficial de Pathfinder (e futuramente de Starfinder).

A campanha é compartilhada por um sem número de jogadores pelo mundo, vivenciando aventuras curtas especialmente criadas pela Paizo para esta modalidade e jogadas em eventos, em grupos ou mesmo virtualmente. O personagem do jogador terá a possibilidade de vivenciar uma evolução constante graças à possibilidade de usar seu personagem em qualquer lugar ou evento, já que os personagens (criado pelo jogador ou mesmo usando um personagem pré-pronto disponível no guia nos níveis 1, 4 ou 7) são registrados na Paizo, e à cada evento seu desenvolvimento é comunicado pelo mestre e adicionado ao perfil do personagem. Seu desenvolvimento lhe trás fama, gloria e experiência. Só é necessária a utilização do Pathfinder Core Rulebook para a criação do personagem, embora seus suplementos sejam permitidos nesta criação desde que comprovada sua aquisição pelo jogador.

Para que tudo isso funcione existem algumas diretrizes específicas. Primeiramente a Paizo declara o Pathfinder Society (e o Starfinder Society) como uma comunidade inclusiva deixando claro que promove e incentiva que os espaços de jogo da campanha Society sejam lugares seguros para todo e qualquer jogador, independente de qualquer condição. Além disso, não é tolerado enganar os membros ou burlar as regras específicas do sistema Pathfinder RPG (tal como modificar rolagens, por exemplo). Quebras das regras ou de conduta podem gerar penalidade ou mesmo banimento permanente dos eventos Society. Nas questões de jogo há algumas diferenças para criação de personagens, utilização de suplementos e de mestragem, que são descritas em edições regulares e gratuitas do Pathfinder Society RPG Guild Guide (deveremos ter versões específicas para Starfinder). O desenvolvimento do personagem é registrado em Folhas de Personagem e Folhas de Crônicas que são de responsabilidade do jogador, do mestre e do coordenador do evento, cujos registros são repassados para a Paizo para manter tanto o desenvolvimento atualizado do personagem quanto o registro de suas aventuras para fazer parte (ou não) do cenário oficial.

Como eu já disse no início, os jogadores farão parte de facções. Elas são grupos que se desenvolveram ao longo do tempo atrás de prestígio, poder e influência dentro do Pathfinder Society. Cada uma tem sua agenda e objetivos e espera que o jogador que ingresse em suas linhas zele por seus interesses. Trabalhar por uma facção tem sua vantagem, já que ela recompensa os esforços de seus membros. Em questões de construção do personagem elas também têm alguma influência.

Starfinder Society
Depois de toda esta introdução ao que é o Society, vamos às informações ligadas diretamente ao Starfinder Society. A supervisão está nas mãos de Tonya Woldridge, enquanto John Copton será o desenvolvedor (ele que já é o desenvolvedor do Pathfinder Society). Sabemos que o cenário de Starfinder é o futuro distante do cenário de Pathfinder, e Embora ainda não tenha sido deixado claro, de alguma forma o Starfinder Society traça uma história misteriosa desde o Pathfinder Society. Por causa dessa ancestralidade teremos muitas semelhanças entre os dois, mas não se enganem, pois as diferenças também serão grandes – de regras à documentação. Uma dessas diferenças é o sistema de níveis para os cenários das aventuras que serão agora Nível 1-2, Nível 1-4, Nível 3-6, Nível 5-8, Nível 7-10 e Nível 9-12 (podendo ter alguns outros adicionados).

Outra mudança tem relação às facções. O lema do Society ainda é Explorar, Reportar e Cooperar. Em Starfinder Society o cooperar ganha um significado ainda maior. Cada facção é uma organização distinta que opera dentro da Starfinder Society, onde cada uma persegue objetivos independentes, ajudando os objetivos gerais da Sociedade de explorar, reportar e sim, cooperar. Diferente do Pathfinder Society, agora a cooperação à mais de uma facção não só é permitida, como é incentivada, e disso dependem dois pontos importantes dos personagens: fama e reputação.

A fama é uma coleção de pontos que representam uma boa classificação no Starfinder Society e podem ser gastos em bens e serviços (semelhante aos Prestige Points da Pathfinder Society). A reputação é uma pontuação crescente que nunca é gasta e, em vez disso, representa a posição do personagem com as várias facções dentro da Starfinder Society. Quanto maior a reputação que um personagem tem com uma facção, mais serviços (leia: saborosos prêmios) ficam disponíveis para que esse personagem gaste seus pontos de fama. Uma reputação alta é uma forma eficaz do personagem solicitar favores especiais de uma facção – desde uma peça necessária para sua nave espacial até maiores recompensas.

Para se ganhar reputação o processo se inicia quando da criação do personagem específico para Starfinder Society. O jogador pode selecionar Champion Boon (uma tradução adequada seria Benção de Campeão) de forma gratuita de uma facção à sua escolha. A Champion Boon é uma vantagem de facção e o personagem só pode ter uma vantagem de facção por cenário. Quando ela for escolhida para um cenário, o personagem poderá coletar reputação durante a aventura à uma razão de 1 ponto de reputação para cada 1 ponto de fama adquirido. Lógico que podem haver algumas outras formas, mas que serão explicadas futuramente.

Podemos esperar muito material sendo lançado pelo Starfinder Society. Já foi lançado nessas últimas semanas a apresentação de algumas facções (que postaremos traduzidos regularmente nos próximos dias), e a Paizo já anunciou que pretende lançar um pacote com 3 cenários e um pacote de quests na GenCon, e a partir daí, um cenário adicional por mês.

terça-feira, 25 de julho de 2017

Starfinder: classe Solarian


Starfinder: classe Solarian

De todas as classes de Starfinder, o solarian é a mais difícil de explicar em 10 palavras ou menos. É uma nova classe, e um novo conceito, exclusivo para Starfinder, embora claramente inspirado por vários ícones de fantasia científica e fantasia. Pode ser descrito como uma espécie de guerreiro filósofo sobrenatural, com foco nos poderes estelares da luz e da gravidade, mas isso não dá uma boa ideia do que a classe realmente pode fazer. Para começar, vamos dar uma olhada no que o Starfinder Core Rulebook tem a dizer sobre o solarian.

As estrelas guiam os planetas com gravidade, criam vida com luz e calor, e consumam mundos totalmente em supernovas e buracos negros. Você entende que esses atos de criação e destruição não são opostos, mas sim duas partes de um ciclo natural e dualista. Você procura ser um agente desse ciclo, um guerreiro iluminado com a habilidade de manipular as forças das próprias estrelas. Constantemente acompanhado por um mote de energia fundamental ou entropia, você pode moldar essa essência em combate para criar armas e armaduras de luz estelar reluzente ou escuridão pura e devoradora. Seja você aprendiz de um templo ou tenham vindo seus poderes da revelação pessoal, você se reconhece como parte de uma tradição antiga - uma força de preservação e aniquilação.

O ciclo que fortalece e orienta os solarians é uma filosofia que veio aos Mundos do Pacto no Idari, juntamente com a tradição dos próprios solarians. Mesmo agora, quase um século após a chegada ao sistema da nave kasatha, os solarians são mais comumente kasatha do que qualquer outra raça (embora certamente existam outras tradições solarianas, pois podem ser encontradas em sistemas sem contato com os Kasath).

O solarian tem um grande bônus base de ataque, bons bônus de salvamentos de Fortitude e Vontade, 4 pontos de perícia por nível e 10 habilidades de classe fixas. No 1 ° nível, um solarian ganha a capacidade da adaptar habilidade, o que representa o treinamento adquirido no processo que levou um personagem a se tornar um solarian e que concede mais duas perícias de classe da escolha do jogador. Um solarian possui proficiência com armaduras leves e proficiência e eventualmente especialização em armas pequenas e armas de combate corpo a corpo básicas e avançadas.

Também no 1º nível, um solarian ganha uma manifestação solar e acesso a stellar mods. A manifestação solar é uma representação física dos poderes estelares do solarismo. Quando não está em uso, é uma esfera de energia ligeiramente menor do que um punho que brilha com a luz (ou negro da escuridão perfeita) e paira perto da cabeça do solarian. Quando ativado, a esfera torna-se uma arma solar (que é tratada como uma arma avançada de combate corpo a corpo, causando dano que aumenta à medida que o solarian ganha níveis e pode ser aumentado adicionalmente através da adição de cristais de armas solarianos) ou uma armadura solar (que envolve e protege o solarian, aumentando o bônus de CA de qualquer armadura leve que o solarian usa e em níveis mais altos, dando resistência ao frio ou ao fogo).

Os stellars mods são formas de sintonização em que o solarian pode se concentrar em combate. Cada rodada em uma luta, o solarian pode permanecer desintonizado ou aumentar a sintonia dos fótons ou a sintonia dos gravitons, dependendo se o solarian deseja aproveitar os poderes estelares da luz e do calor e da energia vivificante, ou a escuridão e a gravidade e todas as coisas sendo unidas. Todo solarian tem acesso a ambos os poderes do fóton e do graviton (e ganha mais através de revelações estelares à medida que ele ganha níveis), e pode usar mesmo independentemente da sintonização - embora muitos poderes ganhem efeitos adicionais se o solarian estiver sintonizado com sua fonte de energia. Por exemplo, um solarian com o poder de 6º nível corona foton ganha resistência ao frio e causa danos de fogo a qualquer inimigo adjacente que o golpeie com uma arma corpo a corpo. No entanto, se o solarian estiver em sintonia com o foton, o halo também faz com que qualquer criatura que comece sua vez adjacente ao solarian seja atingida automaticamente por algum dano de fogo. Enquanto algumas revelações estelares só podem atingir criaturas uma vez por dia, ou apenas em situações específicas, em geral, não há limite para a frequência com que um solarian pode usar os poderes ligados aos seus stellar mods.

Após 3 rodadas de sintonização para poderes exclusivamente de fotons ou gravitons, um solarian pode chegar a sintonização completa, o que dá acesso a poderes de zênite. Cada solariano começa a jogar com dois poderes de zênite: buraco negro, que atrai um inimigo mais perto de você, e a supernova, que causa danos de fogo a todos a menos de 3 metros de você. O uso de um poder de zênite faz com que você não seja atingido depois, então os poderes de zênite podem ser usados no máximo uma vez a cada poucos rodadas. No entanto, em geral, não há outra limitação para a frequência com que um solarian pode usar esses poderes em combate - se uma luta durar o tempo suficiente para manter o ciclo através dos poderes do zênite, o solarian é livre para fazê-lo.

Enquanto a escolha da armadura solar ou da arma solar e a seleção de diferentes revelações estelares são as principais opções de personalização para um solarian, eles têm algumas outras habilidades menores. No 3º nível, um solarian ganha influência sideral, o que permite que o solarian medite para ganhar bônus para habilidades relacionadas com fótons e graviton. No 7º nível, um solarian ganha ataques intermitentes, o que lhes permite fazer um ataque total inteiramente com armas corpo a corpo em uma penalidade de ataque reduzida, e no 13º nível, uma investida solariana permite que seu ataque total seja três ataques, em vez dos dois normais (embora os três ataques tenham em uma penalidade ligeiramente maior). No 20º nível, um solarian ganha sintonização completa em um stellar mod mais rapidamente, pode mudar de uma sintonia completa para outra, e até gastar 1 Resolve Point para se tornar totalmente sintonizado.

Dada a importância dos stellar mods e das revelações estelares, aqui estão duas revelações de amostra.

Blazing Orbit (Su) [revelação do fóton do 6ºnível] Como uma ação de movimento, você pode mover-se até sua velocidade, ganhando ocultação contra qualquer ataque feito contra você durante o movimento, e você pode deixar um rastro de chamas em cada quadrado que você atravessa. As chamas duram 1 rodada e causam 2d6 dano de fogo a qualquer pessoa que se mova para dentro delas. Você não pode passar pelo espaço de outra criatura durante esse movimento. Se você usar a blazing orbit novamente, todas as chamas que você criou anteriormente com ela somem. O dano das chamas aumenta em 1d6 no 8º nível e a cada 2 níveis seguintes.

Quando você está sintonizado ou totalmente sintonizado, qualquer criatura que sofra dano pelas chamas também ganha a condição queimando (1d6 de dano de fogo, veja a página 273).

Crush (Su) [revelação do graviton do 6º nível] Como uma ação padrão, você pode aumentar os efeitos da gravidade nos órgãos internos ou funcionamentos de um alvo dentro de 9m, fazendo com que ele tenha dificuldade em manter sua funcionalidade normal. O alvo deve ser bem sucedido em um salvamento de Fortitude ou se ficará cambaleante por 1 rodada. Essa revelação também afeta os constructos. Você pode manter esse efeito como uma ação de movimento em cada rodada, mas o alvo pode tentar uma nova jogada de salvamento em cada rodada para encerrar o efeito. Uma vez que uma criatura tenha sucesso neste salvamento ou o efeito acabar, você não pode mirar nessa criatura com crush novamente por 24 horas.

Quando você está sintonizado ou totalmente sintonizado, você pode gastar 1 Resolv Point para também atordoar o alvo por 1 rodada. Manter crush nas rodadas subsequentes amplia o efeito cambaleante, mas não o efeito atordoado.


Personagem icônico: Altronus
Altronus Barasul Dovenayan nasceu na Casa Holdare, uma tradicional e respeitada família na nave Idari. Os Holdare traçavam sua linhagem das Grandes Famílias já bem respeitados quando os Idari deixaram Kasath durante sua viagem de séculos aos Mundos do Pacto e mantiveram fortes conexões com as duas casas que tinham a proeminência na nave, enquanto as funções da tripulação eram primordiais, e as casas mais novas se projetavam em importância desde que Idari se tornou uma enorme estação espacial. Grande parte da influência da Casa Holdare provém de sua fama pela produção de adata - sacerdotes especializados que supervisionam a remoção e preservação de fatias finas dos cérebros de kasathas falecidos em templos tecnomágicos chamados adats. Mesmo nos tempos em que os oficiais, pilotos e navegadores da nave achavam a sua relevância social diminuída, os adatas permaneceram altamente respeitados na sociedade kasatha.

O membro vivo mais antigo da Casa Holdare, Barasul Naedarin Allar, do Clã Allar, Guardião de dez milhões de pensamentos e decano adata do navio, teve um interesse especial em Altronus pouco depois do seu nascimento, embora ele não fosse mais que um sobrinho distante dele. É claro que a atenção de tão grande ancião do clã vem com mais responsabilidade e expectativa do que conforto, e embora Altronus tenha sido criado com um prestígio significativo e recursos como um jovem, ele também foi levado a iniciar o treinamento adata muito cedo, sua família até mesmo chegando ao ponto de chamá-lo com o nome de um decano adata famoso.

Enquanto Altronus não se destacava em seus estudos da forma como sua família esperava, nem ia mal, a maioria das pessoas considerava seus resultados meramente adequados até sua juventude. Na verdade, Altronus era, de fato, um excelente estudioso, simplesmente tinha dificuldade em se concentrar em um único tópico por muito tempo. Inevitavelmente, algum fato interessante em seus estudos despertou seu interesse e desencadeou suas pesquisas em distanciamentos não relacionados. Esta educação ampla e autodirigida tornou-o adepto de fazer conexões entre campos diferentes, mas ganhou pouco amor dos professores tradicionalistas que viram seus estudos dispersos como uma falha no foco e uma rejeição deliberada das práticas acadêmicas experimentadas e verdadeiras.

Embora sua família mais próxima fosse adoradora dedicada de Talavet, a divindade contadora de histórias, um dos professores mais simpáticos de Altronus, sentiu que seu foco errante poderia ser melhor adaptado ao treinamento na filosofia do Ciclo, o que ensina que a existência é uma série interminável e conectada de eventos como estrelas nascendo, morrendo e nascendo de novo. Embora o Ciclo seja a filosofia orientadora dos solarians, guerreiros contemplativos com uma tradição que remonta à história de Kasath, também é vista como uma ferramenta útil para treinar corpo e mente em preparação para os rigores de outras vocações.

Altronus foi aceito como estudante em um prestigioso cosmonastério em Idari e aprendeu a concentrar seus pensamentos sobre as forças do universo ao seu redor, para obter força e orientação da interminável repetição da criação e destruição celestial. Ele tomou o treinamento imediatamente, e logo foi um dos alunos mais avançados, a maioria dos quais não procurou apenas compreender as lições do Ciclo, mas incorporá-las no caminho solariano. Altronus, no entanto, ainda estava programado para uma carreira como um adata. Este caminho pré-ordenado não o incomodava - quando ele se aproximou da idade adulta e do ritual de Temperança durante todo o ano, ele foi autorizado a assumir turnos de guarda no famoso Shatar Adat da nave. Lá, ele observou salas de extasis onde ele conectou-se ao Sensorium, o arquivo do templo tecnomagélico, onde flashes de memórias de cérebros de kasathas arquivados podiam ser experimentados, classificados e analisados. Em raras ocasiões, ele mesmo foi autorizado a experimentar as memórias antigas do Sensorium, e foram esses vislumbres de vidas e segredos há muito perdidos que levou Altronus a completar seus estudos e se tornar um adata completo.

Durante uma de sues últimos turnos agendados como aluno adata, Altronus foi designado para um nó de acesso Sensorium inativo - um raramente usado, mas como todos os pontos de acesso do Sensorium ainda são importantes o suficiente para serem protegidos por campos de força e uma proteção 24 horas por dia. Embora a maioria desses turnos estivesse sem intercorrências, naquela noite, Altronus ficou surpreso com a aparição de um adata sênior aparentemente apressado, Remura Esolla Kaiban do Clã Senthen, mostrando uma autorização para permitir o acesso não programado à memória de um cidadão recentemente falecido. Altronus sabia que Remura estava programado para dar uma palestra no extremo oposto do Idari. O que, ele pensou, poderia ser de tão grande importância que fez o reverenciado adat terminar a palestra com antecedência, para não mencionar a necessidade de uma garantia de emergência ao Sensorium?

Altronus sabia que ele deveria cuidar de seu próprio negócio, mas novamente a curiosidade superou seu treinamento. Altronus contatou um amigo na extremidade do navio, que o informou que não só o Adata Kaiban não deixara a palestra mais cedo como ele ainda estava no palco.

Imediatamente, Altronus soou um alerta de intruso e correu para o nó de acesso do Sensorium para enfrentar o falso adata. Para sua surpresa, Altronus descobriu que não era um kasatha, mas um humanoide cinza e pequeno, parado em uma pilha de roupões e maquinaria estranha, com fios longos e cristais zumbido presos na alimentação Sensorium e centenas de imagens piscando do módulo de acesso para o dispositivo alienígena da criatura. Altronus saltou para ativar a desconexão de emergência do Sensorium, mas a criatura o atingiu com uma taclash, arrancando o pulsecaster de sua mão, e depois disparou contra ele com uma pistola com um abrasador raio verde. Através da névoa resultante da dor, Altronus conseguiu selar os campos de força de segurança do ponto de acesso, prendendo-se junto com o intruso cinzento ali dentro.

Com um choque, Altronus percebeu a gravidade da situação. Qualquer resposta ao seu alarme levaria momentos preciosos para chegar, e ainda mais para desativar o campo de força. Desarmado, Altronus tinha poucas alternativas para manter o intruso à distância. Ele não tinha como curar a ferida da pistola da criatura. Pela primeira vez em sua vida, Altronus realmente confrontou o fato de que ele iria morrer. Como as próprias estrelas, ele também seria extinguido, seu corpo quebrando e eventualmente sendo reincorporado ao longo de milênios à novas entidades, novos mundos, novas estrelas. Por fim, ele realmente entendeu o Ciclo. Com seus últimos momentos, ele alcançou o universo, abraçando-o.

E o universo respondeu.

Altronus ficou tão surpreso quanto o estranho alienígena cinzento ao perceberem uma longa e brilhante lâmina dourada que brotava de seu antebraço inferior direito. No entanto, ele já tinha visto o treinamento solariano para reconhecer a espada de energia estelar pelo que era, e colocá-l em uso, colocando-se entre a criatura e os painéis de acesso do módulo. Os dois lutaram em um silêncio sombrio, e embora estivesse claro que o invasor cinzento era o mais habilidoso, Altronus ficou de pé, colocando em uso cada pedaço de treinamento que ele havia obtido. Ele não precisava ganhar - bastava ganhar tempo, impedindo a criatura de terminar a infiltração do Sensorium até chegar a ajuda.

Golpe após golpe ele caiu sobre Altronus, e os estranhos raios verdes da pistola continuaram a atingir sua carne, mas Altronus não caía. Sua lâmina tinha pequenos acertos, e às vezes parecia passar limpa através de seu inimigo sem nenhum efeito, mas ele aumentou o ataque o melhor que pôde. Conforme ele continuava, uma alegria feroz surgia nele, uma sensação de justiça que o levava. Este contentamento cósmico continuou a expandir-se até que ele não teve escolha senão liberá-lo, desencadeando uma explosão de chamas estelares abrasantes em toda direção.

Finalmente, a segurança da nave chegou, usando seu comando bypass para desativar os campos de força do módulo de acesso e tirando Altronus meio morto da luta. No entanto, ao ver que era superado em número, o alienígena com cabeça bulbosa não continuou a lutar, nem tentava escapar. Em vez disso, fez uma pausa para fazer um balanço da situação, acionou um dispositivo em seu braço - e detonou sua própria cabeça como uma bomba.

A equipe de segurança pegou o corpo e questionou Altronus. Quando vários adata verdadeiros chegaram, eles imediatamente tentaram preservar parte do cérebro explodido da horrenda criatura cinza. Embora seus esforços para extrair o significado daquilo tenham tido enorme dificuldades, duas ideias foram recuperadas. A primeira foi que os espiões cinzentos se infiltraram profundamente nos Mundos do Pacto. A segunda foi que o tempo de algo importante chamado "Fase Três" chegaria em breve.

O Doyenate of the Idari foi informado, e adicionou segurança adicional aos módulos de acesso ao Sensorium. Enquanto a questão dos infiltrados Gray foi oficialmente deixada em aberto à investigação, sem pistas mais sólidas e sem mais incidentes, a atenção oficial rapidamente se direcionou para outro lugar.

Mas Altronus não podia deixar a questão morrer.

As perguntas enchiam sua mente. Quanto os grays se infiltraram nos Mundos do Pacto? Teriam se infiltrado com sucesso em Idari? O que esse gray procurava aprender com o Sensorium? Por que procurou destruir seu próprio cérebro quando a captura se tornou inevitável? E, o mais importante, o que era a Fase Três e quanto tempo chegaria? Altronus tentou acalmar sua mente com mais treinamento solariano, mas enquanto seus poderes cresciam, sua sensação de calma não chegava.

Quando chegou a hora de Altronus começar seu ritual de Temperança, ele percebeu que ele nunca poderia aceitar um papel como um adata enquanto o mistério do invasor gray pendia sobre ele. Ele procurou, e recebeu, a aprovação do decano da casa para abandonar o caminho que ele havia traçado há muito tempo e informou sua família que ele estava deixando o Idari. Ele não tinha uma ideia certa de para onde ele iria, nem o avanço de sua investigação, apenas um voto para perseguir todas as ocorrências estranhas que poderiam marcar uma possível incursão gray dentro dos Mundos do Pacto. Embora muitos desses eventos tivessem outras explicações, às vezes igualmente estranhas, ele encontrou suficientes conexões potenciais com os grays para sustentar sua crescente suspeita de que conspirações secretas realmente existiam fora de vista. Ainda um estudioso rigoroso, ele começou a aceitar que precisaria dar mais credibilidade a histórias improváveis, se ele quisesse descobrir a verdade.

Agora, um adulto, Altronus manteve-se em sua Temperança por muito mais tempo do que o ano tradicional, e ainda se vê trabalhando para formar as tradições que o guiarão em sua vida posterior. Muitas vezes, ele trabalha com freelancers e empresas de aventuras como guardião, escolta ou pesquisador para se sustentar - especialmente se suas atividades se alinham com sua obsessão - mas seu objetivo principal continua ser pesquisar a sombria rede de tramas que ele vislumbrou pela primeira vez naquela noite no módulo de acesso. Ironicamente, enquanto ele se aproximava de muitos kasatha como excessivamente impetuoso e descontrolado, seu amor natural de kasatha pelas tradições, sua devoção ao Ciclo e o desejo estudioso de falar sobre pesquisas reconhecidamente não convencionais geralmente fez com que membros de outras raças o vissem como um excêntrico professor ou teorizador da conspiração. Qualquer ceticismo quanto à sua utilidade, no entanto, desaparece no primeiro tiroteio, quando Altronus se lança na briga e "deixa o cosmos assumir o controle", cortando as hordas de inimigos com terrível calma.

[Nota: Ambos textos criados por Owen KC Stephens, desenvolvedor de Starfinder]

SDCC 2017 - Seriados da Marvel: trailers e novidades


SDCC 2017: Seriados da Marvel
- trailers e novidades -

Os seriados da Marvel estiveram presentes na SDCC 2017 com alguns trailers interessantes, e mesmo tendo passado alguns dias não poderíamos deixar de noticiar aqui!

The Gifted
Seriado baseado em mutantes do universo Marvel ganha um frenético trailer que me empolgou muito. Infelizmente essa possível inserção no universo de heróis não será aproveitada nem pela linha de filmes dos X-Men, nem pelo seriado Legião. A justificativa usada pelo showrunner do seriado foi que o filme X-Men: dias de um futuro esquecido teria demonstrado a existência de inúmeras linhas temporais e The Gifted estaria em uma dessas linhas.

O seriado mostra o que acontece quando os pais Reed e Caitlin Struker descobrem que seus filhos, Lauren e Andy, têm poderes mutantes e são obrigados a fugir do governo. Eles acabam sendo ajudados por outros mutantes que se escondem em subterrâneos. Com estreia marcada para 2 de outubro, o elenco conta com Stephen Moyer (“True Blood”) e Amy Acker (“O Segredo da Cabana”) como os pais; Percy Hybes White (“Between”) e Natalie Alyn Lind (“The Goldbergs”) como os filhos mutantes; Sean Teale (“Skins” e “Reign”) como Eclipse, Emma Dumond (“Aquarius”) como Lorna (nos quadrinhos conhecida como Polaris), Blair Redford (“O Dia em que a Terra parou”) como John Proudstar (nos quadrinhos conhecido como Pássaro Trovejante), Jamie Chung (“Se Beber, Não Se Case II”) como Blink, entre outros.



Inumanos
Embora tenha sido recebido com descrédito por parcela do público na SDCC, eu tenho muita expectativa como esta série. Os dois primeiros episódios forma gravados em IMAX e serão lançados em 31 de agosto, com os outros oito episódios sendo lançados em 29 de setembro. O seriado irá mostrar os Inumanos, seres humanos modificados milênios antes pela raça alienígena Kree em sua guerra contra os Skrulls (raça que aparecerá no filme da Capitã Marvel). Eles vivem o dilema de manterem-se escondidos ou finalmente retornar à Terra e assumir sua superioridade.

No elenco teremos Anson Mount (“Hell on Whells”) como Raio Negro, Serinda Swan (“Recoil”) como Medusa, Iwan Rheon (“The Game of Thrones”) como Maximus, Ken Leung (“Zero Hour”) como Karnak, Isabelle Cornish (“Puberty Blues”) como Cristalys, Eme  Ikwuakor (“Extante”) como Gorgon, Mike Moh (“Kame Rider: Dragon Knight”) como Triton eSonya Balmores (“Soul Surfer”) como Aurora.



Defensores
A tão esperada junção dos quarto seriados Netflix/Marvel – Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punhos de Ferro - está para estrear no dia 18 de agosto. Depois de uma ótima preparação como tudo está pronto para o retorno dos heróis. Para sua promoção um trailer narrado por Stan Lee foi apresentado na SDCC sem muitas cenas novas. Vela pela curiosidade!

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Pré-venda de Patrulha da Noite, para Guerras dos Tronos

Pré-venda de Patrulha da Noite,
para Guerra dos Tronos RPG


A Editora Jambô colocou em pré-venda Patrulha da Noite, novo suplemento para Guerra dos Tronos RPG (LINK). Os homens da Patrulha são os responsáveis por cuidar da Grande Muralha, separando as terras do norte do extremo gélido e inóspito de além muro. O seu grande ícone, John Snow, foi o responsável por alguns dos grandes momentos das aventuras descritas nos livros. A pré-venda iniciou no último dia 20 de julho à um valor de R$ 35,00 (R$ 19,90 em pdf). Abaixo veja o release oficial:

A Patrulha da Noite descreve a Muralha, a Patrulha da Noite (a Nightwatch) e as terras e povos além da Muralha. A pré-venda do livro começa hoje, 20 de julho, na mesma semana de estreia da nova temporada da série.

O livro ainda traz a vida dos Irmãos Juramentados, seu treinamento, o destino daqueles que desertam a Muralha ou quebram seu juramento, e também a história da Patrulha da Noite.

Também abrange as terras cedidas para a ordem, a Muralha em si e os castelos ao longo da barreira. Inclui descrições de personagens, das terras do Presente e fala sobre as Incursões, encontros que variam de simples missões de reconhecimento até ações militares em larga escala.

Além da Muralha
O título também examina a vida do Povo Livre ao norte da Muralha. Ele descreve a vida dos Selvagens e dá um panorama de diversas tribos, além da geografia do Norte Distante.

Por fim, o suplemento descreve os Outros, as criaturas misteriosas que trazem a morte, vindas das névoas brancas e que só agora começam a despertar de um sono de eras.




Starfinder: os Mundos do Pacto


Starfinder: os Mundos do Pacto

Estamos às vésperas do lançamento de Starfinder, que ocorrerá no próximo dia 17 de agosto, e não consigo parar de pensar em seu maravilhoso cenário. Por isso mesmo não custa nada termos mais informações sobre ele – conhecido por Mundos do Pacto. Os Mundos do Pacto é um sistema solar onde toda a ação de Starfinder ocorrerá. Ele é composto por treze elementos (naturais ou não) orbitando ao redor de uma estrela. Veja a ordem abaixo.

Aballon
Castrovel
Absalom Station
Akiton
Verces
Idari
Diaspora
Eox
Triaxus
Liavara
Bretheda
Apostae
Aucturn

No Starfinder Core Rulebook todos eles serão explicados em seus pormenores. Alguns dos Mundos do Pacto já foram mencionados mais de uma vez nas traduções das classes e personagens icônicos traduzidos por nós. Com esta imagem fica mais fácil para darmos cor aos textos.





Arquivo de Fichas - Mutantes e Malfeitores 3ªed: Senhor Fantástico

Arquivo de Fichas - Mutantes e Malfeitores 3ªed
Senhor Fantástico [Reed Richard]
Ficha: 005


“Enquanto você estiver com amigos,
não haverá limite para a aventura!”

NP: 12

HABILIDADES
Força 2       Vitalidade 3         Agilidade 3                   Destreza 3
Luta 4      Inteligência 13      Consciência 4                Presença 3

PERÍRICAS
Atletismo 3 (+5), Combate corpo a corpo (mão em forma de marreta) 3 (+7), Enganação 4 (+7), Especialidade (Ciências em geral) 6 (+19), Especialidade (História) 2 (+15), Especialidade (Atualidades) 1 (+14), Furtividade 3 (+6), Intuição 4 (+8), Investigação 2 (+15), Percepção 3 (+7), Persuasão 4 (+7), Tecnologia 5 (+18), Veículos 2 (+5)

VANTAGENS
Ação em movimento, Agarrar aprimorado, Agarrar instantâneo, Ataque dominó 2, Avaliação, Bem informado, Benefício (Riqueza) 3, Contatos, Equipamento 8, Esforço Supremo (Habilidade suprema), Ferramentas improvisadas, Idiomas 4, Imobilizar aprimorado, Inventor, Liderança, Trabalho em equipe.

PODERES
Corpo Elástico • 32 pontos
Alongamento 7
Resistência Melhorada 6 (Falha: Limitado à físico)
Proteção 6 (Extra: Impenetrável; Falha: Limitado à dano físico)
Movimento 1 (Queda lenta)
Salto 4
Intangibilidade 1 (Fluido, Extra: Preciso)
Morfar 2 (Limitado: não muda cor de pele e cabelos)

Combate Elástico • 32 pontos
Dano 5 (baseado em força – mão em forma de marreta)
Aflição 7 à distância cumulativo (Resistido por Esquiva; Indefeso, Imóvel, Prejudicado) Graduação limitada


EQUIPAMENTOS
Veículo: Fantasticar (Tamanho: grande, For 7, Voo 6, Defesa 8, Resistência 8, Adicionais: Controle Remoto) • 20 pontos
Base: Edifício Baxter (Tamanho: enorme, Adicionais: Área de Convivência, Biblioteca, Computadores, Comunicação, Enfermaria, Ginásio, Hangar, Laboratório, Oficina, Sistema de Defesa, Sistema de Força, Sistema de Prevenção de Incêndio, Sistema de Segurança • 17 pontos


OFENSIVO
Iniciativa +3
Desarmado +4 – corpo a corpo, Dano 2
Mão de marreta +7 – corpo a corpo, Dano 5

DEFENSIVO
Esquiva +5                    Fortitude +8      
Aparar +7                      Resistência +17
Vontade +8

COMPLICAÇÕES
Inimigo: Doutor Destino (Victor Von Doon).
Rivalidade: Namor (disputa por Susan).
Obsessão: descobrir coisas novas ligadas à ciência ou tecnologia, desvendar mistérios científicos, encontrar respostas.
Responsabilidade: extremamente dedicado à esposa, filhos e amigos.
Fama: reconhecido mundialmente como membro do Quarteto Fantástico.
Fama: reconhecido como um dos homens mais inteligentes do mundo. 


Total: Habilidades 70 + Perícias 42 (84 graduações) + Vantagens 29 + Poderes 64 + Defesas 16 = 221

Ficha em pdf (duas versões)

   

domingo, 23 de julho de 2017

SDCC 2017 - Novidades nos seriados: trailers de Riverdale, Stranger Things, Westworld, Star Trek e mais!


SDCC 2017 – Novidades nos seriados: trailers de Riverdale,
Stranger Things, Westworld, Star Trek e mais!

Nem uma, nem duas, mas muitas formas as novidades na San Diego Comic Con 2017 no que tange à seriados, tantos novos quanto continuações. Vamos ver o que de melhor tivemos por lá!

Riverdale
A segunda temporada de Riverdale, inspirado nas aventuras de Archie, ganhou seu primeiro trailer na SDCC. O seriado gira em torno de um assassinato que acaba por desenterrar segredos e mistérios na cidade. A estreia da nova temporada será em 11 de outubro. O vídeo divulgado na SDCC conta com os erros de gravações da primeira temporada, seguido do trailer da segunda temporada.



Stranger Things
A segunda temporada mostra que Will está sofrendo cada vez mais os efeitos do contato que teve com o mundo invertido, na primeira temporada. E suas visões e imersão parecem piorar gradativamente culminando com um gigantesco monstro que deverá colocar toda a cidade em perigo. A estreia será em 27 de outubro.



Westworld
A grande sensação deste ano foi, sem dúvida, Westworld. Depois de muito tempo um seriado voltou a provocar debates, teorias conspiratórias e muita expectativa. Pois o trailer da segunda temporada ampliou isso em muito, repleto de cenas e sequências que nos deixam imaginando tudo o que poderá vir nesta nova temporada. A data de estreia ainda não foi anunciada, mas será em 2018.


The Orville
Imagine um seriado baseado em Star Trek mas cômico – este é The Orville. Criação de Seth MacFarlane (criador de Family Guy”) e que estreará pela Fox. O seriado se baseará nas aventuras da nave Orville, uma não tão avançada nave da frota. No elenco teremos Seth Mac Farlane (“Um milhão de maneiras de morrer no oeste”), Penny Johnson Jerald (“Castle”), Adrianne Palicki (“Amanhecer Violento”), Scott Grimes (“Plantão Médico”), Peter Macon (“Shameless”) dentre outros. A estreia será em 10 de setembro.



Star Trek: Discovery
O clássico Star trek também apresentou um novo trailer durante a SDCC. Produzido pela parceria CBS/Netflix, Star Trek: Discovery estreará em 25 de setembro. As aventuras se passarão antes dos acontecimentos da série clássica, mas dentro da mesma linha. No elenco teremos Sonequa Martin-Green (“The Walking Dead”), Michelle Yeon (“O Tigre e o Dragão”), Rainn Wilson (“The Office”), Anthony Rapp (“Rent”), Doug Jones (“O Labirinto do Fauno”), Jason Isaacs (“Harry Potter e a Câmara Secreta”) entre outros.



Vikings
A quinta temporada ganhou data de estreia na SDCC – 29 de novembro – e um trailer emocionante.



The Walking Dead
Com estreia da oitava temporada marcada para 22 de outubro, pelo canal AMC, um trailer foi apresentado com muitas cenas para deixar os fãs ansiosos.



Preacher
Também do canal AMC, Preacher chega a sua segunda temporada e estreará em setembro.