quinta-feira, 11 de abril de 2019

Encontro Incônico - Lini, para Pathfinder 2.0


Pathfinder 2.0 – Conto de Lini

Estamos em nosso sexto encontro icônico da Paizo para Pathfinder 2.0. Já tivemos a bárbara Amiri, o mago Ezren, o ranger anão Harsk, a clérica Kyra e o bardo halfing Lem. Agora chegou a vez da gnomo druida Lini. Aproveitem a leitura e contem os dias para o lançamento no Brasil pela New Order!

o  O  o

O Verde Interior

Lini se abaixou quando a dama aranha atirou uma gota de ácido verde. Ele espalhou pelo pêlo de Droogami, soltando uma rajada de fumaça doentia e acre. O leopardo rosnou, contorcendo-se de dor.

“Droo! Não morda!” Lini fechou os olhos, esticando as mãos da mente para sentir a ferida do grande felino. Lá, um sentimento enroscado e enegrecido, como o rastro de um incêndio no verão. Ela estendeu a mão para a vida ao seu redor, implorando e pedindo emprestado dos cogumelos e insetos aquáticos da estranha caverna, redirecionando sua energia compartilhada. Em sua mente, imaginou a chuva caindo sobre a cicatriz da floresta, alimentando sementes dormentes, provocando os primeiros brotos verdes de crescimento.

Ela abriu os olhos. Onde o ácido tinha queimado, a carne do leopardo tinha cicatrizado para um tecido cinza-rosa, já começando a germinar peles.

Droogami gritou novamente.

“Ah, quieto! Vai crescer!” Lini voltou a tempo de evitar um golpe das garras da abominação do aracnídeo.

A criatura gritou alguma coisa em uma língua que soou como galhos quebrados, mas que Lini tinha certeza de que não era a língua dos galhos. Se os galhos pudessem falar com alguém, Lini estava bastante confiante de que eles falariam com ela, não com essa grossa dama aranha.

E ela realmente era nojenta. Quem arruinaria uma aranha gigante perfeitamente boa ao fundir metade de um elfo? Deixe sozinho um ser rude como este.

Uma das pernas de aranha em forma de lança saiu, pegando Droogami no peito e jogando o gato de lado contra a parede. Droogami sibilou e voltou a ficar de pé.

Definitivamente rude. Lini recuou para o caminho de cogumelos e pegou a essência verde que fluía pela natureza.

Não como o verde literal - tudo o que crescia nessas cavernas era roxo ou rosa-choque ou branco como barriga de peixe. Mas tudo ainda fazia parte do verde dentro de Lini, Droogami e até mesmo do elfo escuro carnavalesco: os ciclos intermináveis ​​do mundo natural que ligavam todas as coisas. As coisas que cresceram aqui podem não coincidir com as colinas e florestas que ela estava acostumada, mas isso não importava. Ser druida significava encontrar o natural em tudo. Você leva sua floresta com você. Ela estendeu a mão para todas as pequenas vidas - as mentes nervosas dos roedores e cavadores, os espíritos adormecidos do fungo, os parasitas não vistos em seus impérios de gotas de água - e pediu ajuda.

Eles responderam apressadamente, videiras irrompendo do nada para enredar as pernas da aberração dos elfos negros. Ela gritou e caiu de lado, cortando com suas garras, mas para cada videira que ela cortava mais três a pegavam. Ela se virou para Lini, um punho envolto em chamas negras.

Droogami atacou, aterrissando na furiosa aracno de cima e a empurrando para a massa que se retorcia. As videiras imediatamente o envolveram também, mas ao contrário da dama aranha, ele não tinha interesse em se libertar. Enquanto as vinhas se uniam mais perto, ela rosnou e pegou o pescoço do elfo escuro em sua boca, mordendo apenas com força suficiente para tirar sangue.

A carne ficou imóvel, chamando para fora quando ela entendeu a sugestão.

“Sinto muito pela respiração dele”, observou Lini na linguagem dos elfos. Ela chegou mais perto, pulando de cogumelo para cogumelo. “Eu tentei mostrar a ele como raspar os dentes com galhos, mas ele é muito teimoso. E você não acreditaria em algumas das coisas que ele comeu aqui embaixo. Ela franziu o nariz. “Ou talvez você faria. Eu não sei no que você acredita. Esse é o seu negócio.” Ela se sentou de pernas cruzadas na borda das trepadeiras.

Através das gavinhas ondulantes, a dama aranha observava o gnomo com olhos irados e sem pestanejar. Lini sacou a foice, batendo-a pensativamente no rosto.


“Meu negócio, por outro lado, é descobrir onde aqueles traficantes de escravos levaram nossos amigos. E como o Droogami aqui pode cheirá-los em você, gostaríamos de fazer algumas perguntas ...”

Mark Moreland



Biohacker: nova classe para Starfinder


Biohacker
Nova classe para Starfinder
 Talles Magalhães

Como todos que acompanham a Confraria e os lançamentos de Starfinder que divulgamos devem saber, a Paizo lançou em dezembro um playtest gratuito de 3 novas classes. Elas poderiam ser baixadas de graça e testadas pelos fãs e o feedback seria usado para um novo lançamento. Esse lançamento foi anunciado. Em novmebro será lançado o Starfinder Operation Character Manual, contendo além dessas três novas classes (Biohacker, Vanguard e Witchwarper), mais temas, mais arquétipos e muito material útil. Por enquanto ainda temos apenas as três classes de teste para brincarmos em nossas mesas. Mesmo não sabendo o que foi aproveitado, descartado ou modificado delas, ainda assim podemos usá-las enquanto o novo suplementos não é lançado.

Assim traremos as três classes traduzidas em três postagens. O trabalho foi do Talles Magalhães que gentilmente firmou parceria com a Confraria para divulgar o material que ele traduziu. Espero que divirtam-se!

BIOHACKER
Pontos de Estamina 6 + modificador de Constituição – 6PV
A busca completa do conhecimento científico é como uma rocha afundando em um oceano infinito - cada nova profundidade traz uma nova perspectiva, uma nova compreensão e uma nova sabedoria sobre a natureza interligada ao amplo universo e toda a matéria nele contida. Você é fascinado com a ciência e todas as suas muitas faces. Você entende que os fundamentos da biologia, química, física e muitas outras disciplinas podem ajudá-lo a reforçar seus aliados e explorar as fraquezas de seus inimigos, e que eles podem revelar novos caminhos e descobertas ao longo do tempo. Você pode ser estudioso e metódico sobre sua pesquisa de campo, empurrando sua mente e descobertas científicas para alturas cada vez maiores. Ou você pode ser mais heterodoxo e descuidado, improvisando misturas instáveis, ao mesmo tempo em que incide sobre o brilhantismo e a eficácia de outra forma incognoscível. De qualquer forma, você oferece apoio qualificado aos seus aliados no meio da batalha, e você é incrivelmente erudito sobre vários campos do estudo científico e suas relações com a vida biológica.

Sangue & Glória - Novo RPG nacional de fantasia


Sangue & Glória
Novo RPG nacional de fantasia
                                                                                
Procurando um novo financiamento de RPG no melhor estilo fantasia medieval? Então você está procurando por Sangue & Glória, escrito por Lucas Spanholi (com participação e apoio de vários outros autores (Felipe Soares, Jonatas Zwick, Randerson Brasiliense) e que acabou de entrar em financiamento coletivo. Se valendo do sistema Powered By the Apocalypse, ele contará com 31 artes de Robson Alexandria em estilo lineart. O financiamento começa em R$ 35 reais para versão pdf (mais metas extras) e já com R$ 50 reais você já consegue a versão impressa (mais metas extras). Um demo do sistema pode ser baixado aqui: LINK. A entrega está prevista para agosto deste ano
Abaixo veja a chamada existente no site do financiamento:

O mundo é um lugar hostil esperando para ser conquistado por um aventureiro determinado! Você está destinado à grandeza, mas seu caminho será árduo e repleto de perigos. Durante sua jornada haverá muito sofrimento, você será ferido e chegará perto da morte muitas vezes, mas com habilidade, e um pouco de sorte, qualquer desafio pode ser superado!

O nome Sangue & Glória não foi escolhido à toa, ele capta a essência do sistema, que segue um estilo mais botas na lama do que a maioria dos outros RPG’s de fantasia medieval. Desde o primeiro nível os personagens dos jogadores, chamados de protagonistas, já são altamente capazes de lidarem com toda sorte de problemas e situações, mas isso geralmente acarreta em um custo alto. Os protagonistas demoram para se recuperar de seus ferimentos e repor seus recursos é difícil, de forma que eles costumam sair enfraquecidos de cada vitória e muitas vezes terão que fugir ou buscar por outras soluções para se livrarem de certas situações. 

Conforme os personagens subirem de nível, eles aumentarão os seus atributos e ganharão novas habilidades avançadas. Mas o seu dano e pontos de vida permanecerão mais ou menos inalterados, de forma que é perfeitamente possível ter personagens de níveis baixos e elevados lado a lado sem qualquer problema de balanceamento. Os mesmos desafios que podem ser superados pelos personagens de nível alto podem ser superados pelos de nível baixo, apenas com um pouco mais de dificuldade.


Isso significa que independentemente do nível, é relativamente comum que algum protagonista morra, especialmente se tiverem que passar por várias situações perigosas sem terem muito tempo para tratarem de seus ferimentos. Mas isso não é um grande problema, pois as fichas são extremamente rápidas de serem preenchidas, especialmente depois que o jogador já tenha se familiarizado com o processo, e a grande variedade de classes assegura que sempre tenha algum outro personagem que ele queira testar!

O livro está dividido em 4 capítulos, sendo eles:

Capítulo I: Regras dos protagonistas - Neste capítulo estão todas as regras necessárias para entender o funcionamento do sistema e todos os componentes das fichas dos personagens dos jogadores, bem como a lista de equipamentos padrões aos quais eles terão acesso.
Capítulo II: Fichas - Neste capítulo estão as informações de cada uma das 20 classes existentes no sistema, bem como as listas de magia das classes conjuradoras. É importante notar que cada classe possui uma ficha própria e oferece uma experiência única de jogo, com suas próprias habilidades iniciais e avançadas e muitas vezes mecânicas exclusivas.

Capítulo III: Regras do Mestre - Neste capítulo estão todas as regras adicionais que apenas o Mestre irá precisar conhecer para preencher o mundo ao redor dos protagonistas.



Capítulo IV: Guia do Mestre – Este capítulo é um guia bastante completo sobre como mestrar bem, e contém lições que podem ser utilizadas em praticamente qualquer sistema. Ele é essencial para mestres de primeira viagem, mas contém dicas valiosas até mesmo para mestres mais experientes.

Acompanha informações na fanpage: Sangue & Glória