domingo, 19 de maio de 2019

Starfinder - Temas e sugestões: Mercenário


Starfinder
Temas e sugestões: Mercenário

Voltando à nossa série de postagens sobre temas para Starfinder com sugestões de uso, hoje vamos falar do tema Mercenário.

Seja aceitando empregos que combinem com suas crenças éticas ou lutando por qualquer pessoa que possa pagar por seus serviços, você é um mercenário. Você pode se orgulhar de suas realizações passadas, exibindo orgulhosamente troféus de suas mortes, ou pode se culpar por ser o único sobrevivente de uma missão que deu terrivelmente errado. Você provavelmente trabalha com outros mercenários e está familiarizado com as metodologias de ações militares em toda a galáxia.” (Starfinder: Livro Básico, página 35)

Oficial De Segurança
Você sempre se viu como um protetor - se alguém precisa de um olhar atento para se certificar de ficar sem problemas ou se uma propriedade precisa repreender os visitantes indesejados, você pode atender a esse chamado. Sua lealdade segue o fluxo de créditos e você não vai deixar suas crenças pessoais ficarem no caminho de quem está pagando. Ninguém está quebrando acordos de não divulgação, mas você não será dissuadido de fornecer seus serviços de segurança para um concorrente direto. Você tem um grupo de segurança de pequena escala ou é uma divisão de uma corporação maior? Você se especializou em um tipo específico de trabalho, como ser um guarda-costas, ou fornece segurança cibernética? Onde está sua base de operações ou você precisa de hospedagem no local para oferecer o melhor serviço? Você fazia parte de um exército específico antes de se envolver em segurança ou nunca se vinculou a um grupo nessa função?

Cruzado Divino
Você acredita que o Divino molda o universo através das pessoas que o habitam. Depois de tudo dito e feito e sua Luz se apagar, você quer ter certeza de que suas ações não passaram despercebidas dos seres poderosos acima. Por esta razão, você usa todos os símbolos Divinos sob sua vestimenta, exibindo com destaque o atual destinatário de sua inabalável homenagem e devoção. Para você, não é uma questão de falta de fé; você está apenas cobrindo suas bases espirituais. Ou talvez você tenha seguido uma crença estrita em uma única divindade por toda a sua vida, comprometendo sua devoção desde o primeiro dia. Você desempenha um papel proeminente militarista enquanto professa sua fé ou vende seus serviços de uma maneira mais carismática? Você está convencido de que suas ações estão derrubando as escalas do juízo final a seu favor ou há uma rachadura em sua fé? Você já serviu em qualquer guerra alimentada pelo Divino ou desertou de um lado perdedor? Um personagem que se enquadra nessa categoria deve ter sua preferência religiosa ligada ao background, que provavelmente acompanhava seus interesses, habilidades e hobbies.

Consultor Corporativo
Nos Mundos do Pacto, as corporações podem também ser planetas com todo o poder que carregam, e eles provavelmente têm uma presença militarista de algum tipo. Um consultor corporativo pode se especializar em oferecer recomendações para equipamentos e armas específicos, ou talvez eles não estejam envolvidos em atividades violentas. Eles poderiam ser implacáveis ​​e táticos, puxando as cordas de trás da cortina ou oferecendo sugestões sobre onde raspar o excesso de gordura da empresa. Eu particularmente gosto da idéia de alguém andando com uma prancheta e conduzindo entrevistas com funcionários como um Office Space. Mas como isso se liga a um mercenário? Talvez seja a própria empresa - empreiteiros de armas, capangas de aluguel etc. Ou talvez a guerra esteja entre uma empresa rival e você esteja envolvido em ataques de espionagem e marketing para ganhar participação no mercado. Anúncios direcionados, sabotagem de instalações e recalls de produtos encenados são apenas a ponta do iceberg.

Lobbyista Intergaláctico
Você tem conexões e são conexões de alto nível e de grande porte que colocam os créditos nos bolsos e moldam o cenário político dos Mundos do Pacto. As empresas do lado do dinheiro da mesa dizem a você quais bebês beijar e quais pessoas devem conversar. Se os seus esforços levarem a uma vitória política, impostos menores ou se quebrar tarifas mercantis de longa data, então você será bem pago também. Ter o apoio de uma corporação rica concede influência no complicado ‘jogo dos tronos’ e sua capacidade de cruzar as fronteiras planetárias para fazer com que as mãos se encontrem em um acordo mútuo é incomparável. Você é empregado por uma determinada empresa ou indústria, ou você representa os órgãos legislativos? Você tem moral onde se recusaria a fazer conexões que entrem em conflito com suas crenças pessoais? Você é sincero no seu trabalho? Você já foi conhecido por exercer uma posição como um agente duplo ou trabalhou para alinhar os atores aparentemente insignificantes às leis dentro de um objetivo mais grandioso? Você provavelmente é treinado para lidar com situações onde o caso de azedar e pode sair de situações difíceis com sua inteligência ou suas armas.

Revolucionário Barulhento
As transgressões do atual governo foram longe o suficiente e é hora de alguém liderar uma movimentação contra sua injustiça. Esse alguém é você. Seja um caso local para derrubar um líder de aldeia ou um esquema elaborado para derrubar um governo planetário inteiro, você tem a mente tática e a capacidade de liderança necessárias para reunir pessoas por trás de uma causa. Isso pode até não ser sua ideia - talvez você tenha sido contratado para ser o rosto da frente militarista ou para treinar a turba que estará atacando as linhas de frente da luta. Sua identidade é um segredo enquanto você se infiltra nas fileiras do próprio governo que você está tentando desvendar? Você é apenas uma voz explodindo através das ondas sonoras, promovendo ações ou exigindo mudanças? Por que você luta? É uma queixa pessoal ou o seu raciocínio é mais utilitarista do que isso? Como a revolução é projetada para ser vencida e quais são as condições de uma vitória? De um movimento popular a uma guerra total, há muito potencial para um personagem querer que as coisas sejam diferentes.

sábado, 18 de maio de 2019

Primeiro trailer de His Dark Materials, da série A Bússola de Ouro


Primeiro trailer de His Dark Materials,
da série A Bússula de Ouro

O primeiro trailer de His Dark Materials, série baseada na trilogia Fronteiras do Universo (A Bússula de Ouro, A Faca Sutil e A Luneta Âmbar) de Phillip Pulman, ganhou seu primeiro trailer nesta última sexta-feira. Séria é uma parceria entre HBO e BBC e acompanha a história de duas crianças, Lyra Belacqua e Will Parry, que têm suas vidas conectadas durante suas aventuras por universos paralelos e em uma guerra envolvendo diversos mundos. No elenco temos Dafne Keen (“Logan”), James McAvoy (“Fragmentado”), Ian Peck (“Robin Hood – a origem”), Ruth Wilson (“Luther”), Ariyon Bakare (“Vida”), Anne-Marie Duff (“As Sufragistas”) e Lin-Manuel Miranda (“O retorno de Mary Poppins”). A série terá em sua primeira temporada 16 epiódios, mas ainda não há data de estréia.

Anunciada a segunda edição de The One Ring


Anunciada a segunda edição
de The One Rings

A britânica Cubicle 7 não descansa e anunciou a segunda edição de The One Ring que agora se chamará The One Ring: The Lord of the Rings RPG e começará a ser lançado entre entre 2019 e 2020.

A nova linha incluirá:

- The One Ring – The Lord of the Rings RPG: As regras básicas com 352 páginas apresentando novas artes, mapas, regras para a criação de personagens e tudo o que você precisa para se aventurar nas terras da Terra-média;

- The One Ring – The Lords of the Rings RPG Starter Set: Explore as Montanhas Nebulosas e recupere o Chifre da Tempestade em uma introdução perfeita ao Jogo de Interpretação de One Ring. Este conjunto de caixas inclui uma aventura de 64 páginas, um guia de 48 páginas para as terras das Montanhas Nebulosas, um conjunto de dados, seis personagens pré-gerados, apostilas, tokens e mais.

- Loremaster's Screen e Legends of Middle-earth: Um escudo lindamente ilustrado, juntamente com uma mini-aventura de 32 páginas que os mestres usar colocar em seus jogos.

- Fell Foes: Um bestiário dedicado contendo inimigos caídos e criaturas perigosas de toda a Terra-média.

- Minas Tirith – The Tower of Guard: Um guia para a cidade de Minas Tirith e suas terras vizinhas.

- The Errantries of the King: Uma aventura em Gondor. Escrito por Gareth Ryder-Hanrahan, autor de The Darkening of Mirkwood.

- Moria - The Long Dark: Explore Khazad-dûm nas profundezas das Montanhas da Névoa nesta aventura tão aguardada.


Criaturas para Starfinder - Hunter Killer Aerial 'Dragon' (Terminator)

Criaturas para Starfinder
Hunter Killer Aerial ‘Dragon’


Combatente - CR 10 - XP 9.600
Constructo médio - neutro
Inic +10; Sentidos: visão no escuro 18m, visão na penumbra 18m; Percepção +19

Defesa                                                    HP 165
CAE: 27; CAC: 30
Fort: +12; Ref: +10; Vontade: +7
Habilidades Defensivas:  Chamariz, Chassi de combate de hyper-liga; Imunidades: constructo, não vivo

Ofensivo
Velocidade: 27m
À distância: Torreta de plasma +22 (3d12+10 Fg e El plasma, crítico 3d6 queimando)
Espaço: 4,5m, Alcance: 4,5m
Habilidades Ofensivas: Fogo sustentado

Estatisticas
For + 6; Des + 10; Con -; Int +0; Sab +0 ; Car +0
Perícias: Acrobacia +24, Pilotar +19
Talentos: Ataque penetrante, Mira letal, Supressive Fire*
Outras habilidades: Pairar
Idiomas: nenhum

Ecologia
Ambiente: Qualquer
Organização: Pequenos grupos de caça (1d4+2), grandes grupos (4d4+6), enxame (10d10+10)

*Talento
Fogo Suppressivo (Combate)
Você pode usar armas automáticas para criar uma cobertura de fogo ou barreira de fogo.
Pré-requisitos: Bônus base de ataque +1, proficiência com armas pesadas.
Benefício: Como uma ação completa, você pode usar uma arma de longo alcance com a propriedade de arma automática para fornecer fogo de cobertura ou barreira em um cone com alcance igual a metade do incremento de alcance da arma. Você deve gastar 10 cargas ou cartuchos de munição para usar essa habilidade. Decida se você está fornecendo fogo de cobertura ou barreira. Faça um único teste de ataque à distância com um bônus de +4 e compare-o à CA de todas as criaturas na área. Qualquer criatura com uma CA igual ou menor que a sua jogada de ataque é afetada pelo efeito selecionado. Se você selecionar fogo de cobertura, escolha um único aliado que obtenha o benefício do bônus de cobertura de fogo em sua CA.
[LINK]


Habilidades especiais
Iscas (Ex): A unidade é equipada com um conjunto especial de contramedidas eletrônicos chamativas. Sempre que um ataque à distância é usado contra a unidade (como mísseis), o CAC é aumentada em +4. Esta é uma função automática e não precisa ser ativada.

Pairar (Ex): Embora a unidade esteja totalmente no ar, ela é capaz de mover-ser tanto ou tão pouco quanto desejar e pode até pairar sem se mover e ainda usar sua torreta.

Chassi de combate de Hyper-Liga (Ex): A estrutura esquelética do dragão HK é construída de uma liga especial, tornando-o muito forte e resistente a danos. Como resultado, o Dragon ganha um RD igual ao seu ND contra todos os ataques físicos. Além disso, ele ganha +2 para todas as defesas do Fortitude.

Fogo Sustentado (Ext): Toda vez que a unidade ataca o mesmo alvo em várias rodadas, ela ganha +1 para atingir à cada rodada, até um máximo de +3 para acertar depois de quatro rodadas contínuas. Se a unidade não disparar no mesmo alvo, ou mudar de alvo, quaisquer bônus serão perdidos.


A última geração da série HK, o 'Dragon' é um robô autônomo muito rápido e manobrável. Não é tão inteligente quanto a série Exterminador, e foi criado como um veículo de apoio e reconhecimento, que também poderia ser usado para transportar e implantar várias unidades de exterminadores no campo de batalha.

Projetado para ser extremamente manobrável, o 'Dragão' frequentemente foca em veículos inimigos ou alvos de alto valor, e muitas vezes era usado como um 'bunker-buster' para romper as fortalezas inimigas, embora isso fosse muitas vezes deixado para a versão ‘bombardeiro’ desta unidade robótica.

Como afirmado, a IA que controla a unidade não é tão brilhante quanto a dos Exterminadores ou outras unidades. Muitas vezes são dadas tarefas simples para explorar locais e até mesmo esperar em distâncias de longo alcance para observar unidades inimigas, graças aos seus excelentes sensores. Ele atacará ao ser descoberto e normalmente procurará veículos inimigos, pois eles tendem a ser o maior perigo para os Exterminadores e outras unidades da Skynet.

Com muita frequência, a Skynet implantava essas unidades, normalmente carregadas com unidades Exterminadores, bem atrás das linhas inimigas. Cada unidade pode transportar com segurança até 8 Exterminadores de tamanho humano, e muitas vezes transportariam o T-800 e unidades de infiltração mais novas.

Também poderia ser usado para transportar tanques e outras unidades HK similares, mas devido ao tamanho, eles só poderiam transportar um de cada vez. O transporte dessas unidades maiores também reduz o número de Exterminadores que eles poderiam carregar pela metade. Um grupo ainda pode fornecer um grande número de Exterminadores e HKs para qualquer lugar no campo de batalha com relativa facilidade.




sexta-feira, 17 de maio de 2019

Dwarven Forge anuncia Hellscape

Dwarven Forge e Hyperion Terrain
anunciam Hellscape


O que dizer desse novo conjunto que a Dwarven Forge lançará em financiamento coletivo no próximo mês? Hellscape e um conjunto de lava com tudo o que temos direito! Ele foi apresentado em uma grande premier durante o DnDLive2019, algumas horas atrás, embelezando a mesa onde seria feito o anúncio e um debate. O conjunto contará com peças para montagem de terrenos infernais, construções temáticas de lava e criaturas deste tipo de cenário. O mais incrível é que as peças brilham!!!



Arquivo de Fichas - Mutantes e Malfeitores 3ªed - Rocket Raccoon

Arquivo de Fichas – Mutantes e Malfeitores 3ªed
Rocket Raccoon
Ficha 3ªed 056


“É isso aí. Você pode me atacar, me chamar do nome que quiser,
ninguém... ninguém toca na minha arma!”

NP: 10

HABILIDADES
Força 0      Vitalidade      3    Agilidade      4      Destreza   6
Luta    7      Inteligência   4    Prontidão     2      Presença 2

PERÍCIAS
Acrobacia 3 (+7), Atletismo 4 (+4), Combate à distância (armas energéticas) 6 (+12), Enganação 4 (+6), Especialidade (Tática) 8 (+12), Furtividade 4 (+12), Intuição 4 (+6), Investigação 4 (+8), Percepção 7 (+9), Persuasão 5 (+7), Prestidigitação 1 (+7), Tecnologia 6 (+10), Veículo 4 (+10)

VANTAGENS
Ação em movimento, Avaliação, Bem informado, Equipamento 3, Faz tudo, Finta ágil, Inventor, Rolamento defensivo, Tontear, Trabalho em equipe, Zombar.

PODERES
Sentidos 7 (Olfato acurado e aguçado, Visão na Penumbra, Visão no escuro – Extra: Inato) • 7 pontos
Característica 2 (Pelagem isolante – Imunidade calor e frio) • 2 pontos
Encolhimento 4 (+2 Defesas ativas, -2 Intimidar, +4 Furtividade, Extra: Força normal) • 12 pontos

OFENSIVO
Iniciativa +4
Desarmado +7     Corpo a corpo, Dano 0
Arma energética +12     À distância, Dano 8

DEFENSIVO
Esquiva   +10             Fortitude        +5
Aparar     +9               Resistência     +5*
Vontade  +6               (*Rolamento defensivo)
                                     
EQUIPAMENTOS
Arma energética (Dano +8, À distância, crítico 20)
Traje (Proteção 2, Imunidade 1 [vácuo])

COMPLICAÇÕES
Motivação [Aceitação]: embora Rocket esteja sempre à procura de uma boa oportunidade, ele está no mundo de aventuras pela família que encontrou entre os membros dos Guardiões da Galáxia.
Fama: cabeça à prêmio em muitos sistemas.
Relacionamento: Groot é como um irmão.
Peculiaridade: Odeia gatos.
Peculiaridade: Nem sempre sabe a hora de fazer uma piada.
Segredo: mantém em segredo quem fez as experiências com seu corpo.

Total: Habilidades 56 + Perícias 30 (60 graduações) + Vantagens 13 + Poderes 21 + Defesas 10 = 130

Ficha em PDF


quinta-feira, 16 de maio de 2019

Encontro Icônico de Pathfinder 2.0 - Valeros


Pathfinder 2.0 – Conto de Valeros

Estamos em nosso décimo primeiro encontro icônico da Paizo para Pathfinder 2.0. Já tivemos a bárbara Amiri, o mago Ezren, o ranger anão Harsk, a clérica Kyra, o bardo halfing Lem, a ladina Merisiel, o monge Sajan, a paladina Seelah e a feiticeira Seoni. Agra chegou a hora do guerreiro Valeros, que completa nada menos que doze anos desde sua estréia em 7 de maio de 2007. Aproveitem a leitura contem os dias para o lançamento no Brasil pela New Order!

o  O  o

Segure minha cerveja

A soldado estava olhando para ele da esquina nas duas últimas bebidas. Agora, finalmente, ela se levantou e se moveu na sua direção, a armadura de placas pendendo pesadamente de seus ombros largos.

Valeros sorriu. Grande era bom - gostava de uma mulher que pudesse jogá-lo um pouco.

Então os dois soldados com ela se levantaram e seu sorriso desapareceu. Ele poderia lidar com isso se fosse necessário, mas não era realmente sua primeira escolha.

Então ela alcançou as sombras debaixo de uma mesa e retirou uma grande espada, o aço deslizando livre de sua bainha com uma canção sussurrada, e Valeros foi forçado a admitir que talvez a noite não estivesse indo do seu jeito, afinal.

“Valeros de Andoran”, a mulher trovejou. “Por crimes contra o Império de Cheliax, eu coloco você em prisão.”

Droga. Valeros tinha visto os sigilos em sua armadura, mas eles estavam muito longe de Cheliax, e ele pensou que ela estava interessada em seu cabelo, não em sua história.

Ele tomou um gole de sua caneca e olhou sua espada. “Eu pensei que deveríamos deixar nossas armas na porta.”

“Você sim”, disse a mulher, e todos os três soldados sorriram ferozmente. “Isso torna o nosso trabalho mais fácil.”

Valeros suspirou. Ele realmente estava esperando por um tipo diferente de briga hoje à noite. Ele caiu, cruzando os braços cansadamente sobre o escudo encostado ao lado da cadeira.

“Bem”, ele observou, “bom que isso não é realmente uma arma, então”.

A borda de metal do escudo bateu sob o queixo do primeiro soldado, estalando a cabeça para trás e o jogando esparramado sobre uma mesa próxima. A cadeira de Valeros o seguiu, girando nos outros dois obstruindo-os o tempo suficiente para que Valeros passasse o braço pelas correias de couro do escudo.

Ele o trouxe de volta a tempo de pegar o golpe da lâmina da mulher, mal conseguindo desviar. Cerveja espirrou da caneca em sua mão livre.

“Ei!” ele gritou. “Eu paguei por isso!”

“Você vai pagar mais do que isso!” A mulher martelou a espada novamente. A força do golpe amassou o aço, enviando um choque de dor no braço do escudo de Valeros, seguido por uma dormência mais preocupante.

“Sim, para o inferno com isso.” Valeros bateu o escudo no peito da mulher, puxando-a para trás. Ele começou a dar um soco no outro soldado, apenas para lembrar que ele ainda segurava sua caneca. Ele transformou o golpe em um golpe de cotovelo, batendo sua armadura na maçã do rosto do homem.

A enorme espada - e realmente, que tipo de bárbaro supercompensador luta com algo tão grande? - atacou novamente, desabando como uma árvore caindo. Era demais para o escudo: uma das tiras de couro se soltou, deixando Valeros segurando o equivalente militar de uma travessa enorme.

“Escudo estúpido!” Valeros arremessou-o para o lado, depois virou-se atrás do soldado com a face quebrada, agarrando-o em um estrangulamento e colocando-o entre Valeros e a espadachim. “A carne é o melhor escudo, de qualquer maneira.”

A espadachim fez uma pausa, calculando a probabilidade de decapitar Valeros sem ferir seu companheiro. Ou, possivelmente, avaliando o quanto ela gostava do camarada - Chelaxians era um bando duro. De qualquer maneira, Valeros teve um momento para respirar, e ele aproveitou a oportunidade para tomar um gole de sua caneca.

E não tinha nada. Em horror crescente, ele olhou para a caneca vazia, depois para a trilha escura de cerveja no chão coberto de serragem.

O último de seu bom humor escapou. Ele apertou mais o pescoço do cativo, inclinando-se para falar diretamente no ouvido do soldado aterrorizado.

“Você quebrou meu escudo”, ele sussurrou. “Isso é irritante, mas consertável. Aquela cerveja, entretanto...” Ele flexionou, e os membros do homem começaram a se debater freneticamente. “Essa cerveja se foi para sempre...”


- Mark Moreland


Novidades no Pathfinder Society 2.0 - Parte 2: As Facções


Novidades no Pathfinder Society 2.0
Parte 2 - As facções

Muitas novas informações sobre o Pathfinder Society da segunda edição. Nesta postagem de John Compton (Organized Play Lead Developer) realizada hoje no site da Paizo, começamos a conhecer o que mudou com relação ás facções e tomamos conhecimentos de seus primeiros personagens icônicos!

o  O  o

Desde o início da Guerra das Sombras para Absalón até a introdução de facções na 3ª temporada à transição para facções não nacionais na 6ª temporada até a remoção de missões de facções para muitas histórias da 9ª temporada, vimos facções crescerem e mudarem muito ao longo dos anos. E isso foi por uma boa razão - facções são um dos elementos únicos que distinguem a campanha da Pathfinder Society das regras básicas, e consistentemente são uma grande parte do que inspira e molda os conceitos dos personagens. Não havia dúvida em nossa mente que a segunda campanha da Pathfinder Society também incluiria facções.

E nós tivemos muita inspiração para extrair. Não só aprendemos muitas lições das temporadas anteriores da Pathfinder Society, mas também tivemos o benefício de ver como a abordagem diferente da Starfinder Society para as facções se saiu bem. A última funcionou muito bem. Não só dá aos Jogadores a oportunidade de representar múltiplas facções (ganhar Reputação que determina seu status dentro da facção e Fama que lhe permite comprar vantagens), mas também apresenta facções como grupos de interesse dentro da Sociedade, em vez de agentes de poder ambiciosos além da Sociedade, aumentando o senso de camaradagem ao invés de destacar diferenças irreconciliáveis.

Primeiro trailer de Batwoman


Primeiro trailer de Batwoman

Depois de uma prévia com um teaser lançado alguns dias atrás, o primeiro trailer de Batwoman foi lançado oficialmente mostrando o que poderemos esperar da nova série do canal DW. O projeto é encabeçado pela atriz Ruby Rose (“Orange is the new Black”) e é o primeiro seriado de super-herói com um protagonista LGBTQ, seguindo o perfil da personagem nas HQs, personagem já havia aparecido em alguns episódios do crossover Arrowverse.. Na produção temos Greg Berlanti (“Love, Simon”, “The Chilling Adventures of Sabrina”). No elenco ainda temos Camrus Johnson (“O Sol também é uma estrela”), Nicole Kang (“You”), Jerry L. Beasley (“Operação Dunkirk”) entre outros. Ainda não temos data de estréia, mas será em 2019.

D&D no Japão - imagens da história


D&D no Japão
- imagens da história -

Nem sempre temos uma real compreensão da inserção de títulos de RPG pelo mundo fora do eixo americano ou da Europa ocidental. Por isso fico maravilhado com essas informações ‘históricas’ quando às vejo e gosto de trazer aqui na Confraria para que todos tenham acesso. Está tarde fiquei surpreso com um compartilhamento do amigo João mariano, do Grupo de Rolepalyers de Lisboa, de uma postagem antiga do site Mystara. Nessa postagem o autor mostrava algumas curiosas imagens dos três volumes do D&D Rule Cyclpedia lançado no Japão. Realmente é um impacto ver os livros de D&D em um formato e com uma arte tão diferente. Ao mesmo tempo fico maravilhado com a forma como eles adaptam o material à sua estrutura editorial. O estilo mangá pode parecer estranho, mas para a cultura japonesa tem toda a lógica


Exemplo da seção sobre uso de magias

quarta-feira, 15 de maio de 2019

S3RPG, um super, super simples RPG em financiamento coletivo


S3RPG, um super, super simples RPG
em financiamento coletivo


RPGs surgem nas formas mais inesperadas e o viés de simplificá-lo ao máximo é um caminho à muito tempo procurado por criadores. O S3RPG, criação de Dan Feldmeier e Daniel Lutz, está com um financiamento coletivo via kickstarter e é um ótimo exemplo disso. Os três ‘S’ são a abreviatura de super, super simple e a descrição feita pelos próprios criadores é um ótimo exemplo do podemos esperar dele!

“Nós sempre quisemos criar um jogo divertido e único que a maioria das pessoas pudesse desfrutar, sejam elas novatas em jogos de mesa ou tendo jogado jogos como Dungeon and Dragons por anos. Nós decidimos que o melhor caminho para isso era começar do zero.

Ao trabalharmos no S3RPG, focamos no que pensávamos ser características interessantes. Isso, ocasionalmente, nos levou a querer incluir recursos que eram muito complicados, levando o jogo para uma direção que não queríamos ir.

Demorou muitas (e não podemos enfatizar essa palavra o suficiente) horas de brainstorming, testes de jogo, quebra de regras, criação de novas regras e uma infinidade de ajustes para garantir que há complexidade suficiente no jogo para mantê-lo emocionante, mas simples o suficiente para ficar fiel ao coração do que o S3RPG deveria ser... um super, super simples jogo de RPG.

S3RPG (pronuncia-se Ess-Cubed-Ar-Pee-Gee) é um super, super simples sistema de jogo de RPG construído a partir do zero. Usando um sistema simplificado de criação de personagens e regras simplificadas, os jogadores podem começar a jogar S3RPG em poucos minutos, e por causa do cenário simplificado e sistemas de combate e elementos de estilo de videogame sutis, os jogadores estarão desfrutando de sua aventura imediatamente. Tenha em mente, S3RPG não é o seu RPG típico, é um lugar bobo, cheio de humor peculiar, monstros bizarros e um pequeno recurso fantasticamente absurdo chamado 'Foodality!'”


Intencionalmente criado para ser simples, descontraído e divertido, o S3RPG foi pensado para facilitar a entrada (e posteriores sessões) no RPG e ele se vale de simplicidade e uma forte via cômica onde podemos nos deparar tanto com ratos com suas cartolas na hora do chá ou com uma rave de zumbis... menos Alice no País das Maravilhas e mais Monty Python.

Os jogadores podem criar seus personagens ou escolhe entre os arquétipos – arqueiro, boxeador, mago das trevas, mago da luz, guarda, soldado e guerreiro – e não há impedimento se forem poucos jogadores, pois o jogo está pensado mesmo que para apenas um ou dois jogadores, além do mestre. Os testes são realizados com rolagens de d10 e a mecânica é baseada em 2d10 somados à pontos do arquétipo do jogador contra uma dificuldade. As ações são fragmentadas em pontos de ação onde conforme a ação você gasta certo número de pontos. Outra característica interessante é que o dano (aparentemente) sempre é de 1, ou seja, incentiva o combate sem o perigo de ser mortal em demasia.

“Philbo decide ir primeiro, gastando dois de seus quatro AP (Pontos de Ação) para mover dois espaços (cada espaço/polegada requer 1 AP). Ele está agora dentro do alcance para atacar o primeiro goblin. O ataque custa dois APs fazendo com que ele não tenha mais APs até o início da próxima rodada; ele rola 2d10 para acertar o goblin. Ele adiciona o dado ao seu valor total de acerto e somados o valor é maior que a defesa do goblin. O goblin leva 1 ponto de dano. Uma vez que os outros jogadores tenham ido, os goblins atacarão os jogadores; o Narrador rola para os ataques dos goblins.”

Mas tudo poderia ser resolvido com... dança!

“Philbo está orgulhosamente na frente dos goblins, pronto para dançar. Um dos goblins faz sina para os outros se afastarem, eles de bom grado obrigam. O goblin principal então embainha sua espada e remove seu cinto. Com um movimento rápido, ele tira sua camada externa de roupas para revelar um macacão de strass incrustado com um colarinho alto e elegante. Em seguida, ele retira seu boné de couro mofado para revelar um penteado imaculadamente esculpido e, quase magicamente, ele tira um par de óculos de sol com armação dourada e os coloca sobre o rosto. Os jogadores estão quase maravilhados com essa exibição espetacular.”

A dança não possui estatísticas, por isso tornas-se um simples revezamento de jogadas de d10 entre jogador e mestre onde a maior vence à cada rodada. O maravilhoso é que tudo pode acontecer: “o jogador descreveria sua dança com palavras (ou mesmo com uma dança) para tentar impressionar o Narrador? Talvez a dança seja apenas uma distração e os outros jogadores agora querem se esgueirar para roubar o tesouro... a beleza da S3RPG é que não há respostas erradas para essa situação, desde que todos estejam se divertindo!


Com o andamento da sessão os jogadores ficarão mais fortes e adquirirão habilidades (chamamos de Buffs) através do uso de Sparks. As sparks são ganhas após os encontros serem concluídos ou sempre que o Narrador quiser premiar a criatividade dos jogadores. Elas podem ser usadas para melhorar o Golpe, a Defesa, a Saúde e as APs, além de comprar os Buffs mencionados anteriormente. Buffs podem incluir a habilidade de atordoar monstros, aumentar o alcance de um ataque ou provocar monstros em atacar um certo jogador, entre muitas outras opções (todas as quais são únicas para cada arquétipo).

Outro elemento interessante é que a morte não é permanente no S3RPG, no entanto há conseqüências. Todos os Sparks ganhos (mas não gastos) serão descartados no local onde todos os jogadores morreram e, como pagamento ao Sr. Grim por reviver os jogadores, todos os Foodz (monstros que viraram comida ao morrem...sim, há isso) não utilizados será perdido. Os jogadores terão que se aventurar de volta ao local para recuperar suas sparks (sim, um recurso muito parecido com um de nossos videogames mais amados).


E tudo isso é apenas o começo das sacadas divertidas e inusitadas de S3RPG. O livro tem apenas 44 páginas incluindo as regras, os arquétipos, 2 mini-aventuras, monstros e mais. O financiamento já quadruplicou sua meta inicial de apenas quinhentos dólares e promete fazer muito sucesso. Com apenas U$ 5 dólares você já tem acesso ao pdf do livro e com U$ 10 dólares o livro impresso. A entrega está prevista para agosto de 2019.