sexta-feira, 30 de abril de 2021

Pathfinder 2E - Criaturas: Dragão Xenomorfo

 Pathfinder 2E
Criaturas: Dragão Xenomorfo

 

Nada melhor do que colocar a imaginação para funcionar usando os novos suplementos de Pathfinder 2e financiados no financiamento coletivo que está em andamento (LINK). Neste caso usamos o maravilho Guia do mestre. Calvin e eu resolvemos colocar nossa imaginação em ação depois que comentei em uma imagem no grupo de Pathfinder que retratava um dragão xenomorfo. A imagem era apenas para inspirar os fãs, mas como a Confraria já tinha lançado uma ficha para Starfinder do mesmo personagem, pesamos – por que não adaptar para Pathfidner 2e algo para infernizar os jogadores?

Por um lado, seguimos o fácil roteiro do capítulo 2 do Guia do Mestre para criação de monstros. Por outro, usamos um pouco do que a ficha de Starfinder tinha. O resultado é uma criatura 22, mortal em todos os seus aspectos. Espero que curtam.

DRAGÃO XENOMORFO - CRIATURA 22
Incomum, Imenso, Dragão, Xenomorfo - N

Percepção +42; visão no escuro
Idiomas Nenhum
Perícias Acrobatismo +45, Atletismo +37 (+42 para Agarrar ou Escalar), Furtividade +42, Intimidação +42
For +13; Des +8; Con +13; Int +3; Sab +1; Car -2
CA 45; Fort +39, Ref +43, Von +39
PV 460; Imunidades ácido, frio, vácuo; Fraqueza fogo

Açoitada com Cauda [reação] Acionamento Uma criatura no alcance da cauda do dragão xenomorfo realiza uma ação para Golpear ou fazer um teste de perícia. Efeito o dragão xenomorfo golpeia com sua cauda a criatura acionadora sofrendo –5 de penalidade. Se ele acertar, a criatura sofre –5 de penalidade de circunstância na rolagem acionadora.

Sangue Ácido [ação livre] Requerimento O dragão xenomorfo sofre 20 pontos de dano ou mais cortante ou perfurante; Efeito O sangue do Xenomorfo é altamente ácido e causa dano quando o xenomorfo for atacado e houver alguém próximo, pois ele sofre automaticamente o dano ácido no sangue do xenomorfo borrifado nos arredores. Sempre que o xenomorfo sangrar ao sofrer dano o sangue se espalhará por 3m e queimará quase qualquer substância causando dano (ácido). Ao ser atingido pelo sangue um alvo recebe 26d4 de dano ácido por 1d6 rodadas. Um sucesso em um teste de salvamento em Reflexo (básico CD 30) pode evitar o dano. Em caso de morte do dragão xenomorfo ele explode, lavando uma área igual a 12m com ácido. Qualquer um atingido pelo ácido dentro dessa área sofrerá os danos do sangue ácido.  Um salvamento em Reflexo (básico CD 36) poderá evitar o dano.



Velocidade 18 metros (voo 54m)
Corpo a Corpo [uma ação] mandíbulas +39 (alcance 4,5 metros), Dano 4d8+22 perfurante
Corpo a Corpo [uma ação] garra +41 (ágil, alcance 3 metros), Dano 4d10+26 cortante (Atracar)
Corpo a Corpo [uma ação] cauda +39 (ágil, alcance 6 metros), Dano 4d8+22 perfurante (crítico Imobilizado e Morrendo)
Corpo a Corpo [uma ação] chifres +33 (alcance 3 metros), Dano 2d6+18 contundente

Agarrar A criatura deve fazer um ataque de garra, causando dano normal. Se a jogada de ataque for um sucesso crítico, a criatura automaticamente agarra o inimigo como uma ação livre.


Maxilar Interno (Uma ação) Possuindo um maxilar adicional, a criatura pode optar por usar este ataque, com um bônus de ataque +42. Ele será usado em um alvo agarrado. A mordida causa um de dano 4d8+10 de dano cortante. Se devido à esse ataque os pontos do alvo chegarem à zero ele ganha a condição Morrendo 3.

Acerto crítico Dano 4d8+10 cortante e ganha a condição Inconsciente.

Acerto Dano 4d8+10 cortante

Falha Não sofre dano e permanece agarrado

Falha crítica Não sofre dano e consegue se livrar do agarrão.

 
Engolir Inteiro [uma ação] Grande, 12d6+26 contundente, Ruptura 90.

Ventania [duas ações] Como uma ação padrão, em vez de atacar, a criatura pode usar suas asas enormes para produzir uma poderosa onda de ar. Essa onda de ar possui um raio de 18m a partir da frente do dragão xenomorfo tendo a criatura como ponto central. Qualquer um que for pego na ventania precisará fazer um teste de reflexo (CD 30) ou ganhará a condição Prostrado.

Jato Ácido (três ações) Como uma ação completa, o Xenomorfo pode liberar um poderoso jato de ácido. Esta é uma arma com efeito de cone e tem um alcance de 18m. Isso causará 26d10+16 pontos de dano ácido. O alvo faz uma jogada de salvamento de reflexo (básica CD 30). A criatura pode usar essa habilidade até três vezes a cada período de 24 horas e pode ser usada uma vez a cada dois turnos.

Despedaçar [uma ação] A força do Xenomorfo é tão poderosa que, se conseguir agarrar-se a um alvo com as duas garras principais ele será rasgado em dois. Requerimentos o alvo está agarrado pelo dragão xenomorfo. Efeito O dragão xenomorfo causa dano de 4d10+26 concussante.

quinta-feira, 29 de abril de 2021

Jeff Goldblum vai jogar D&D em um podcast

 Jeff Goldblum vai jogar D&D em um podcast

 

O ator, comediante e músico de jazz Jeff Goldblum (“Thor: Ragnarok”, “Independece Day”, “A Mosca” e “Jurasic Park”) vai participar de um podcast “real” (ou seja, jogando) de D&D como membro de um grupo de aventureiros. Ele estará no podcast Dark Dice interpretando o personagem Balmur, um feiticeiro élfo que está atrás de um medalhão desaparecido de sua filha.

Ele está entrando no podcast em sua segunda temporada, que se chamará The Long March, onde teremos um grupo de aventureiros em busca de vingança, após falhar na sua tentativa de salvar o mundo. O podcast seguirá duas equipes separadas - ambas contendo personagens jogadores - enquanto eles se chocam dentro do mundo de fantasia. Durante todo o tempo, Goldblum e seus companheiros serão forçados a evitar um ser aterrorizante chamado The Silent One, que tem a capacidade de roubar a voz e o rosto de qualquer um que tenha como alvo.

Dark Dice é um podcast de jogo real com temática de terror que usa um elenco de voz completo para seus NPCs - ao invés da voz apenas de um Mestre - e vários efeitos sonoros para criar uma experiência envolvente para seus jogadores e ouvintes. Os membros do elenco, ao lado de outros músicos, também fornecem um catálogo de músicas originais para cada episódio do podcast. Ainda não foi confirmado se Goldblum produzirá músicas para a próxima temporada de Dark Dice.


Este anúncio segue uma onda recente de celebridades jogando D&D para vários canais de caridade, como a aventura de D&D cujo elenco de personagens foi interpretado por atores da série da Netflix, Stranger Things: David Harbor (Jim Hopper), Finn Wolfhard (Mike Wheeler), Gaten Matarazzo (Dustin Henderson) e Natalie Dyer (Nancy Wheeler). No ano passado, vários comediantes britânicos - incluindo Sue Perkins, ex-apresentador do Bake Off, Nish Kumar, Ed Gamble e Sara Pascoe - se reuniram para filmar um jogo de D&Da fim de arrecadar dinheiro para a Comic Relief.

O episódio de estreia de Goldblum, Chapter 1B: Unavenged, irá ao ar em 12 de maio, com Dark Dice disponível em várias plataformas, como Spotify e Stitcher, bem como no site de podcast. Acompanhe AQUI!

Pathfinder 2E Preview de Secrets of Magic

 Pathfinder 2E
Preview de Secrets of Magic

 

Para grande surpresa nossa a edição #255 da GTM: Game Trade Magazine deste mês trouxe uma matéria de duas páginas assina por Logan Boones apresentando algumas das novidades que veremos no novo suplemento Secrets of Magic, que será lançado em julho próximo. As poucas novidades que ele nos conta já nos deixam com água na boca! Leiam abaixo a íntegra do artigo. Divirtam-se e contem os dias!


Eu sou Logan Bonner, o Pathfinder leader design e o book lead para o próximo Segredos da Magia. Este é um livro verdadeiramente emocionante - aquele que nos permite esticar nossas asas depois de fornecer a base do jogo com nossos lançamentos anteriores. Além de estar repleto de novas regras e opções de personagens, ele também foi construído para enriquecer sua compreensão do mundo do jogo, seu personagem e a própria magia! Nossos livros de regras há muito têm uma grande variedade de regras para os jogadores usarem e os Mestres incorporarem em seus jogos. Mas a preparação e a leitura dos livros constituem uma parte importante do seu envolvimento com o jogo, mesmo quando você não está na mesa de jogo. Queríamos impulsionar essa parte da experiência e fazer um livro divertido de ler, cheio de curiosidades e um verdadeiro trampolim para a história da magia e do seu personagem.

O livro começa com ensaios escritos por conjuradores do cenário de Golarion para permitir que você entenda melhor o que um personagem conjurador sabe sobre como a magia funciona. Aprenda sobre as tradições da magia para estudar e exercer - arcana, divina, ocultista e primal - além das essências fundamentais que alimentam a magia e as escolas de magia tradicionais como evocação destrutiva ou ilusão enganosa. Mas isso é apenas o começo!

Pathfinder 2E já é a edição de RPG com maior número de páginas no Brasil

  
Pathfinder 2E já é a edição de RPG com
maior número de páginas no Brasil

 
Vamos falar de números? Estávamos eu e o Bruno Mares fazendo umas pesquisas e contagens aqui e confirmamos algo que já havíamos percebido, embora ainda sem confirmação. Pathfinder 2e já é o RPG de uma única edição com mais páginas publicadas em língua portuguesa no Brasil!

Isso mesmo pessoal. Sem contarmos com o financiamento coletivo que iniciou no dia 8 de março (LINK) já com outros 5 livros financiados (contanto suplementos, trilha de aventuras e aventuras), Pathfinder 2e em português já contava com 3433 páginas publicadas em português. Contamos aqui os livros, suplementos, aventuras, trilhas de aventuras e material da Sociedade Pathfinder – tudo aquilo relacionado com o RPG e sua prática em si.

Para terem uma ideia do quanto esses números são importantes, a “concorrência” batida não foi brincadeira e é composta por grandes selos no mercado de RPG do Brasil. Em segundo lugar está a edição de TormentaRPG, da editora Jambô, com 2640 páginas. Em terceiro Vampiro 3ed, da Devir, com 2366 páginas. Em quarto lugar temos D&D 3ed, lançado pela Devir, com 2308 páginas. Em quinto lugar está Reinos de Ferro, da editora Jambô, com 1812 páginas. Para todos eles fizemos a mesma contagem: por edição, contando aventuras, suplementos e afins. Apenas não contamos romances

Sabemos que esse tipo de coisa sempre causa controvérsia pela passionalidade ligada à cenários e sistemas. Também sabemos que alguns podem argumentar que uma parte do material de Pathfinder é digital, mas se pensarmos bem, material lançado digitalmente ou impresso passa por todas as etapas e processos de produção, desde a tradução, passando por revisão, diagramação e editoração. Além disso, estamos em plena era digital em 2021, se tornando cada vez mais comum que tenhamos edições digitais.

O certo é que a New Order está esbanjando lançamentos de RPG em português. E se contarmos apenas a primeira fase deste segundo financiamento coletivo, já teremos mais 1338 páginas, alcançando a incrível marca de 4771 páginas!!!

Mas não se enganem. Isso não é para engrandecer a editora, mas um elogio merecido. É questão de orgulho uma editora conseguir bater concorrentes (não no sentido de adversários, mas apenas como detentores de outra marca) tão pesados, experientes e qualificados. Na verdade, quem ganha com todos esses números - na New Order ou das outras editoras - é o RPGista! Eu como fã inveterado de todas elas (o nome Arton não é à toa) não consigo conter o sorriso de orelha à orelha.

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Preview das imagens de Van Richtens Guide to Ravenloft para D&D

 Preview das imagens de
Van Richtens Guide to Ravenloft para D&D

 

Vamos ver alguns dos previews de imagens do novo suplemento de D&D, Van Richtens Guide to Ravenloft? O site SageAdvice apresentou várias imagens para deleite dos fãs. O suplemento já está em pré-venda com lançamento marcado para 18 de maio!

Para quem não sabe do que se trata o suplemento, ele é o cenário de terror de D&D. Veja abaixo a chamada do suplemento e depois deleite-se com o preview das imagens!
 
Terror espreita os reinos de pesadelo de Ravenloft. Ninguém sabe disso melhor do que o estudioso de monstros Rudolph Van Richten. Para armar uma nova geração contra as criaturas da noite, Van Richten compilou sua correspondência e arquivos de caso neste livro de contos misteriosos e verdades assustadoras.


- Viaje (talvez até por escolha) para os Domínios do Medo expandidos de Ravenloft - cada domínio com seu próprio sabor único de terror, ganchos de história emocionantes e elenco de personagens horríveis;

 
- Crie seus próprios cenários de terror de D&D, adicione tensão com regras opcionais e obtenha conselhos para executar um jogo que é horrível de todas as maneiras certas;

 
- Crie personagens com linhagens ligadas a vampiros, mortos-vivos e bruxas, subclasses com temática de terror, o histórico de Investigador e "Dons Sombrios" que podem ser uma espada de dois gumes;

 
- Libere monstros de pesadelos de um bestiário expandido e navegue em uma coleção de misteriosos bugigangas.


O RPG Sigmata: Esse Sinal Mata Fascistas está chegando ao Brasil pela Huginn & Muninn com fastplay gratuito

 O RPG Sigmata: Esse Sinal Mata Fascistas
está chegando ao Brasil pela Huginn & Muninn com fastplay gratuito

 

Sigmata: Esse Sinal Mata Fascistas sempre foi um grande desejo meu desde que o resenhei quando de seu lançamento lá fora. Por muito tempo torci para que ele chegasse ao Brasil em português e minha torcida deu resultado. Hoje está sendo lançado o Fastplay gratuito dele pela Huginn & Muninn. Esse é o primeiro passo para seu lançamento por aqui!

Esse RPG se passa em um Estados Unidos distópico em pleno anos oitenta. O mundo de Sigmata é resultado de uma série de acontecimentos dos anos sessenta onde à caça às bruxas contra o comunismo torna-se agressiva e autoritária, passando à perseguir todas as minorias. Os jogadores assumem o papel de “Receptores”, a vanguarda super-heroica da Resistência, que possui certos poderes incríveis quando ao alcance de torres de rádio FM, que emitem uma determinada sequência numérica misteriosa chamada “O Sinal”. Quando o Sinal é ativado, os Receptores lideram o ataque contra batalhões de infantaria e blindados do Regime (o governo autoritário e fascista) ou servem como Escudo do Povo, protegendo manifestações em massa da brutalidade de uma força policial militarizada e hooligans neonazistas. Quando o sinal está desligado, no entanto, os receptores são meros mortais, fugindo desesperadamente de um estado poderoso que detecta sua fraqueza.

É um jogo divertido e denso, sujeito à muitos debates, mas igualmente super-heroico! Vale muito à pena testá-lo. Recomendo que baixem o Fastplay e o leiam com atenção. Farei todo o possível para ajudar na realidade desse RPG completo no Brasil!

Façam o Download do Fastplay AQUI!
Leiam nossa resenha completa AQUI!

terça-feira, 27 de abril de 2021

Resenha de Pathfinder Bestiary 3

 Resenha de Pathfinder Bestiary 3

 

As resenhas de Jason McDonald são das melhores que eu conheço. As leio e releio regularmente. Precisas, engraçadas e ponderadas, elas são um presente para os fãs de Pathfinder e Starfnder. Por isso mesmo que faço questão de trazê-las sempre que possível para os jogadores do Brasil. Dessa vez seus olhos estão sobre o Bestiary 3, lançado recentemente! É de deixar qualquer um com água na boca!!!

Vamos lê-la??
 

Deixe as bestas para o final!


Fazer o review do Pathfinder Bestiary 3 é uma tarefa extremamente desafiadora porque é como uma viagem ao zoológico. Você nunca sabe quais animais as pessoas acharão interessantes. Você pode se armar com todos os tipos de fatos interessantes sobre girafas e tamanduás e então seu sobrinho não quer fazer nada além de ficar olhando para os suricatos o dia todo porque eles são “fofos”. E então, quando você insiste em seguir em frente, ele começa a chorar e você tem que comprar alguma guloseima para restaurar a paz.

Desculpe... do que eu estava falando? Oh, certo. Pathfinder 2e: Bestiário.

Em um review anterior, comparei o fluxo dos livros do Bestiário à escolha de classes na faculdade. Bestiário 1 era o equivalente ao primeiro ano, em que o trabalho de todos é eliminar o maior número possível de aulas obrigatórias. Em termos de sistema de jogo, ele continha as criaturas que você realmente TINHA de ter em um sistema de RPG enraizado em Tolkien e/ou Gygax. Você está ganhando um centauro porque seu pai teve um centauro, e o pai dele antes dele. Bestiário 2 foi o segundo ano... uma boa mistura de material necessário, mas um pouco de margem de manobra nas bordas. Seu orientador disse que você precisa de mais alguns elementais para se formar, mas se quiser entrar sorrateiramente naquele soldado mecânico que parece um refugiado de um jogo Final Fantasy, podemos encaixá-lo. Bestiário 3 nos coloca no último ano agora. Talvez tenhamos uma ou duas aulas obrigatórias que esquecemos de estudar ao longo do caminho, mas neste ponto, é principalmente sobre o que é divertido. E nenhuma aula às sextas-feiras. Em termos de monstro... é hora de deixar a bandeira da aberração voar.

O Mundo das Trevas chega na televisão e cinema

  
O Mundo das Trevas chega na televisão e cinema


O Mundo das Trevas vai chegar às telinhas e telonas para alegria da legião de fãs aficionados. Os produtores e roteiristas Eric Heisserer (“Sombra e Ossos”) e Christine Boylan (“O Justiceiro”), além da produtora Hivemind (“The Witcher” e “The Expanse”) firmaram parceria com a editora de jogos Paradox Interactive para desenvolver o Mundo das Trevas para cinema e televisão.


Lançado em 1991 com o RPG de mesa “Vampire: The Masquerade”, o universo World of Darkness inclui outras propriedades como “Werewolf: The Apocalypse”, “Mage: The Ascension”, “Orpheus” e “Hunter: The Reckoning,” e se expandiu para videogames, histórias em quadrinhos, romances, realidade virtual e jogos de cartas e de tabuleiro. Desde o início, a franquia se destacou no mundo da ficção científica/fantasia, colocando os jogadores no papel de um vasto círculo de monstros interconectados que vivem entre a humanidade e, em seguida, forçando-os a tomar decisões morais complicadas sobre como saciar os desejos mais sombrios de seus personagens.

De forma crítica, os títulos do Mundo das Trevas construíram seu público ao abraçar uma ampla gama de representações de raça, gênero, credo e sexualidade.

O universo da história do Mundo das Trevas é deliberada e assumidamente inclusivo e diverso”, disse Boylan em um comunicado. “Sempre fez questão de incluir personagens de gênero igual, protagonistas e antagonistas de todas as raças e representação de todos os credos - trazendo um público feminino e diversificado para os jogos como nada antes. Seus jogos e fandom são um lugar onde mulheres, pessoas não-brancas e a comunidade LGBTQI se sentem bem-vindos e temos muito orgulho de dar vida a essas histórias.”

O legado dessas histórias está muito à frente de seu tempo, convidando questões e perspectivas de outros jogos ignorados”, acrescentou Heisserer. “Este parece ser o próximo passo para o gênero.”

Não há acordos de distribuição ainda definidos, então a equipe do Mundo das Trevas pode manter suas opções em aberto, e a equipe espera anunciar o desenvolvimento de títulos específicos no próximo ano.

Eric e Christine estão entre os criadores mais extraordinários que trabalham hoje”, disse o presidente e cofundador da Hivemind, Jason Brown. “Eles também são jogadores que jogam no WOD desde o início. É uma oportunidade rara quando a conexão entre o contador de histórias e a história é tão profunda, e essa é a alquimia que levou a muitas de nossas franquias favoritas e culturalmente mais ressonantes.”

O Monopoly de D&D lançado

 O Monopoly de D&D lançado



O mundo do RPG vai avançado sobre todo o tipo de mídia e de jogos. Agora foi a vez de D&D ganhar sua versão de Monopoly (o nosso Banco Imobiliário). Ele segue o mesmo padrão das outras tantas versões de Monopoly existentes, mas com uma temática e ambientação toda dedicada à Dungeon & Dragons.
 
“Viajante lendário e contador de histórias de fama, Volothamp Geddarm, está procurando exploradores do imprevisível nesta versão fantástica do clássico jogo de tabuleiro. Os jogadores precisarão capturar criaturas perigosas de Forgotten Realms para ajudar Volo a pesquisá-las para seu livro, enquanto tenta sair com mais riquezas!”
 
O jogo Monopólio de D&D inclui 22 monstros no lugar de títulos de propriedade no tabuleiro, incluindo o Demogorgon e clássicos como o Beholder e o Bugbear, além de um Terrasque. Você não constrói casas ou hotéis em monstros, mas em vez disso marca suas expedições. Em vez de cartas de Comunidade, há Tesouro e Encontros para espalhar os caprichos inconstantes do destino. Em vez de ferrovias, existem locais icônicos como a Tumba do Terror e o Castelo Ravenloft.

Ele estará disponível (em breve) no link da empresa OP AQUI!






segunda-feira, 26 de abril de 2021

Arquivo de Fichas - Mutantes e Malfeitores 3ªed - Bumerangue [Frederick Myers]

 Arquivo de Fichas - Mutantes e Malfeitores 3ªed
Bumerangue [Frederick Myers]

Ficha 3ªed 157


 
“Eu não ligo de fazer umas parcerias de vez em quando!”
 
NP: 10

HABILIDADES
Força   2       Vitalidade    2       Agilidade     2   Destreza   6
Luta    5        Inteligência 1       Prontidão     1   Presença   0

PERÍCIAS
Acrobacia 6 (+8), Atletismo 5 (+7), Combate à distância (bumerangues) 4 (+10), Combate corpo a corpo (desarmado) 3 (+9), Enganação 4 (+4), Furtividade 4 (+6), Percepção 4 (+5)

VANTAGENS
Ação em movimento, Agarrar aprimorado, Ataque acurado, Ataque imprudente, Equipamentos 3, Esforço supremo (mira suprema), Inimigo favorito (Homem-Aranha), Mira aprimorada, Saque rápido (bumerangue), Rolamento defensivo, Zombar

PODERES

Conjunto de Bumerangues (Falha: Removível facilmente -10) 35 pontos

Bumerangues primários - Dano 6 (7 bumerangues – baseado em força, dano de impacto – Extra: Distância aumentada/À distância, Ricochete, Característica/Retorno)

Bumerangues especiais: Bumerangue explosivo - Dano 9 (Extra: Distância aumentada/À distância, Área/Explosão) - EA: Bumerangue de Gás lacrimogêneo - Aflição 5 (Visualmente desatento, Visualmente prejudicado, Cego; Extra: Distância aumentada/À distância, Área/nuvem); EA: Bumerangue cortante – Dano 4 (baseado em força, dano cortante - Extra: Distância aumentada/À distância, Ricochete, Característica/Retorno); EA: Bumerangue sônico – Aflição 8 (Tonto, Prejudicado, Desabilitado - Extra: Distância aumentada/À distância, Ricochete, Característica/Retorno); EA: Bumerangue taser – Aflição 8 (Tonto, Abatido, Desabilitado - Extra: Distância aumentada/À distância, Ricochete, Característica/Retorno)

 
OFENSIVO
Iniciativa +2
Desarmado +9 - Corpo a corpo, Dano 2
Bumerangues +10 – À distância, Dano 11
Bumerangue Explosivo +10 – À distância, Dano 9, Explosão

DEFENSIVO
Esquiva     +8           Fortitude            +2
Aparar      +8           Resistência       +2/+7*
Vontade    +3           (* Com traje)

EQUIPAMENTOS
Traje [Proteção 5 (Extra: Impenetrável 2); Voo 4]

COMPLICAÇÕES

Motivação: Cobiça.

Inimigo/Relacionamento: Inicialmente ele é um dos clássicos inimigos do Homem-Aranha, mas recentemente eles têm trabalho junto.

Inimigo: Rei do Crime.

Honra: embora um vilão ele tem um curioso código de honra para algumas coisas.

Peculiaridade: adotou Gog, um animal de estimação alienígena que pode tornar-se uma fera gigantesca.

Peculiaridade: adora ter fãs e os chama de Boomers

 

Total: Habilidades 38 + Perícias 15 (30 graduações) + Vantagens 13 + Poderes 35 + Defesas 11 = 112

 

Ficha em pdf



domingo, 25 de abril de 2021

Conheça a D&D Studios, seu funcionamento e novidades para D&D 5E

  
Conheça a D&D Studios, seu
funcionamento e novidades para D&D 5E

 
A Wizard of the Coast começou um novo canal de comunicação entre fãs e a equipe do D&D Studios, setor responsável pelo desenvolvimento de jogos de RPGs tradicionais. Será um blog regular para apresentar trabalhos, desenvolvimentos e processos de criação. O primeiro blog lançado foi uma entrevista com Ray Winninger, produtor executivo, elucidando o funcionamento interno do D&D studios e falando um pouco sobre novos lançamentos. Vamos conferir!
  

Bem-vindo ao primeiro de muitos blogs de design, direto de seus amigos do Dungeons & Dragons Studio!
 
2020 foi um ano de isolamento. Exigiu que nossos colegas de trabalho em todos os departamentos alterassem seus processos e comunicação para se adequar à pandemia. Nossos esforços mudaram para colocar todo o nosso foco mental na produção de alguns dos melhores conteúdos já lançados (com mais a caminho). Estamos orgulhosos do trabalho que você está vendo de nós, e agora que entendemos todo esse negócio de trabalho remoto, temos um pouco mais de espaço para apenas conversar.

Então vamos conversar!

A intenção deste espaço é dar uma voz visível e central às pessoas que conduzem o desenvolvimento do Jogo de D&D. Você pode esperar postagens oficiais, de alto nível e um tanto frequentes para viver aqui. Enquanto ainda estamos decidindo a cadência exata, a equipe está animada para falar com mais frequência e abertamente sobre todos os projetos incríveis que temos em andamento. Agora, não vamos estragar também muito depois de tudo, um pouco surpresa é bom em cada mesa! Queremos construir um espaço onde possamos explicar melhor nossas filosofias e abordagem de design, direcionar os outros ao fornecer esclarecimentos e apenas compartilhar mais sobre como nosso material é feito.

sábado, 24 de abril de 2021

New Order anuncia 2º fase do financiamento de Pathfinder 2e e fala da vinda de quadrinhos, romances e cards da franquia

  
New Order anuncia 2º fase do financiamento
de Pathfinder 2e e fala da vinda de
quadrinhos, romances e cards da franquia

 
A editora New Order anunciou sua segunda fase para seu financiamento coletivo para Pathfinder 2e. Esse é o segundo financiamento coletivo para P2e, sendo o primeiro deles um estrondoso sucesso contando inclusive com o lançamento do Livro Básico de P2e simultaneamente com os Estados Unidos (feito único até hoje).

Neste segundo financiamento o foco são suplementos e aventuras. Após ter batido a meta principal em menos de 24 horas o financiamento já conta com três importantes suplementos confirmados – Guia do Mestre (PDF e físico), Guia Avançado do jogador (PDF e físico) e Deuses & Magia (PDF) – além de uma série de aventuras e acessórios: Escudo Avançado do Mestre, Pacote de Fichas: Guia Avançado do Jogador, Os Kobolts Aventureiros do Bairro Proibido (aventura), Defluência (aventura) e Trilha de Aventura Maldição da Extinção #1 (primeira parte da trilha de aventuras). Além disso, neste financiamento ainda aberto todos os livros de regras, suplementos e aventuras de Pathfinder 2e do financiamento anterior, assim como os livros de regras, suplementos e aventuras do Starfinder, estão disponíveis para aquisição. O financiamento está se aproximando da barreira dos R$ 250 mil reais.


Ao atingir os R# 250 mil, reais terá início a fase 2 do financiamento com vários outros suplementos e aventuras disponíveis e esses títulos foram anunciados ontem em um live no canal do Twitch do AzeCos (AQUI). Manjuba, editor da New Order, e Calvin Semião e Bruno Mares (tradutores) apresentaram os títulos dessa segunda fase e muitas outras novidades.

Nesta segunda fase teremos:

Problemas em Otari (aventura): aventura para personagens de 4º nível escrita por Jason Keeley, Lyz Liddell e Ron Lundeen. Esta antologia de aventuras expande o reino além da cidade natal introduzida na Caixa do Iniciante do Pathfinder e traz novos perigos emocionantes aos heróis.


Pathfinder Segunda edição - Personagem para AP #166 Fists of the Ruby Phoenix: Zhang Yong

  
Pathfinder Segunda edição
Personagem para AP #166 Fists of the Ruby Phoenix
Zhang Yong

 
A Paizo gosta nos deixar com água na boca com seus previews de livros de regras, suplementos e aventuras. Hoje eles nos presenteiam com um personagem para sua nova Adventure Path Fists of the Ruby Phoenix.  Ele é criação da equipe da Paizo com ficha e um histórico sensacional!

Zhang Yong

 
Nos grandes torneios de luta em Tian Xia, um competidor ocasionalmente perece no calor da batalha. Às vezes, seu desejo de batalha, desejo de vencer ou espírito competitivo duradouro perdura, muitas vezes resultando em uma assombração. Quando isso acontece, cabe a um devorador de fantasmas derrotar a alma remanescente e enviá-la para a vida após a morte.

Dez anos atrás, durante o Torneio Ruby Phoenix anterior, Yong era um menino de 13 anos que trabalhava como carregador de água, embora sonhasse um dia lutar no torneio e fazer um nome para si mesmo, especialmente para diferenciá-lo de seus muitos talentosos primos humanos, orcs e meio-orcs. Yong se imaginou mostrando ao mundo sua habilidade, determinação e forte domínio da vida e se destacando em algo todo seu. Esse mesmo aperto salvou sua vida quando um espectro errante morto-vivo interrompeu uma partida, rasgando a lateral do ringue onde Yong estava carregando água. Embora ele tenha ficado gravemente ferido no incidente, Yong foi levado aos cuidados da devoradora de fantasmas residente do torneio e, com ela, aprendeu como lutar contra a corrupção de almas remanescentes.

Agora, Yong é um dos devoradores de fantasmas mais renomados do torneio, encarregado de limpar quaisquer assombrações, fantasmas ou fenômenos espirituais que permaneçam após uma batalha particularmente cansativa. Embora às vezes estremeça com a memória daquele dia terrível de dez anos atrás, por pura determinação, ele segue em frente, descobrindo que, ao guiar essas almas ao descanso, ele encontrou não apenas uma maneira de purgar os fantasmas de seu próprio passado, mas um raro talento como um terno de espírito, um todo seu.

quinta-feira, 22 de abril de 2021

Briar & Bramble para PbtA Personagens animais em ambiente doloroso

 Briar & Bramble para PbtA
Personagens animais em ambiente doloroso



Adoro RPGs narrativos, principalmente os que usam o motor PbtA (powered by the Apocalipse) e a versão beta de Briar & Bramble parece que será um desses casos.

Ele se passa no interior da Inglaterra do século 2, embora não seja imitado à ele. Nele você jogará com animais inspirados em elementos como The Animals of Farthing Wood (série de animação baseada no livro de Collin Dann, dos anos noventa que passou no Brasil como Os Animais do Bosque dos Vinténs, TV Cultura – 1993-1999) e Watership Down (clássico escrito por Richard Adams, no Brasil chamado de A Longa Jornada). O primeiro trata de animais fugindo da chegada destruidora do ser humano, enquanto o segundo trata da jornada de uma comunidade de coelhos que precisam achar um novo lugar para viver. Então, sim, este jogo pode ser cruel e não é uma brincadeira felpuda.... e tratando-se de um PbtA será muito mais tenso e doloroso.

Entre os desafios que seu personagem animal pode encontrar incluem na aventura temos: viajando entre ambientes perigosos, negociando com comunidades animais rivais, evitando humanos, conflitos internos da comunidade, predadores externos como lobos e falcões, mantendo a comunidade unida, encontrando comida, encontrando abrigo entre outros.

Briar & Bramble usam relógios, a mecânica pela qual você mantém o controle de uma pontuação, e faz algo quando você volta e acerta o relógio. Você já deve ter visto a palavra “comunidade” aparecer frequentemente nessa lista de desafios típicos, e Briar & Bramble tem O Relógio de Conflito da Comunidade. Então, enquanto Briar & Bramble se apresenta como um jogo de “bichos”, ele convida ao investimento emocional, depois ao conflito e, portanto, ao desespero, algo intimamente ligado à comunidade. Muitas vezes, as necessidades das pessoas na comunidade parecem ser mutuamente exclusivas com as necessidades da comunidade como um todo. Essa é uma questão espinhosa.

Ele está em uma versão Ashcan – versão reduzida e necessariamente não finalizada – para ser baixado na modalidade pague o quanto quiser. Vale a experiência. Faça o download AQUI!